PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

BNDES aprova R$ 20 milhões para a Embrapii pesquisar soluções nacionais em saúde

BNDES aprova apoio de R$ 20 milhões a projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação realizados em parceria com Embrapii - Bernard Martinez/Folhapress
BNDES aprova apoio de R$ 20 milhões a projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação realizados em parceria com Embrapii Imagem: Bernard Martinez/Folhapress

Fernanda Nunes

06/08/2020 22h56

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou apoio de R$ 20 milhões para projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) realizados em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). O apoio financeiro não é reembolsável e cobre o desenvolvimento das fases finais do projeto.

Com isso, o banco espera permitir a entrada no "mercado de soluções nacionais que atendam também às necessidades do sistema de saúde do país, incluindo tecnologias de combate à pandemia da covid-19".

Em comunicado, o banco afirma que a parceria atende às necessidades do sistema de saúde do país e o desenvolvimento de tecnologias habilitadoras, como internet das coisas (IoT), sensores, inteligência artificial, novos materiais, entre outras, que auxiliem na retomada da economia.

O projeto também incentiva o uso de tecnologia de alta complexidade, cujo aplicação tende a ser ampliada inclusive no período posterior à superação da pandemia.

"Esta é uma parceria que busca fomentar o desenvolvimento de tecnologias para combate, tratamento e diagnóstico do Covid-19, alavancando recursos públicos e privados. A iniciativa possui alto potencial de gerar externalidades positivas com projetos inovadores que podem dar suporte à retomada gradativa da atividade econômica", ressalta o diretor de Crédito Direto e Garantias do BNDES, Petrônio Cançado, no comunicado.

A participação financeira do BNDES poderá chegar a 50% do total do investimento apoiável, o restante será dividido por aportes não financeiros das Unidades Embrapii (centros de pesquisa credenciados) e contrapartidas das empresas parceiras.