PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Banco dos EUA anuncia cerca de US$ 1 bilhão em investimentos no Brasil

Jair Bolsonaro ao lado de Robert O"Brien, conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, e dos ministros Ernesto Araújo e Paulo Guedes durante assinatura de memorando - Adriano Machado/Reuters
Jair Bolsonaro ao lado de Robert O'Brien, conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, e dos ministros Ernesto Araújo e Paulo Guedes durante assinatura de memorando Imagem: Adriano Machado/Reuters

Lorenna Rodrigues

Brasília

20/10/2020 11h34

Como parte da visita da delegação dos Estados Unidos, o Banco de Exportação e Importação dos Estados Unidos (EximBank) assinou hoje um memorando de entendimento para investimentos de aproximadamente US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5,6 bilhões) no Brasil. O acordo foi assinado durante evento no Itamaraty com as presenças do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do ministro da Economia, Paulo Guedes.

De acordo com a presidente do banco, Kimberly Reed, o valor inclui US$ 345 milhões (cerca de R$ 1,9 bilhão) para reformas em Angra 1 pela norte-americana Westinghouse. Também serão investidos recursos para a compra, por produtores brasileiros, de aviões agrícolas produzidos no Texas.

Ontem, a Corporação Financeira dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (DFC, na sigla inglês) anunciou o aporte de US$ 984 milhões (cerca de R$ 5,5 bilhões) em investimentos e projetos brasileiros. A maior parte dos recursos será utilizada pelos bancos Itaú Unibanco e BTG Pactual para empréstimos a pequenas e médias empresas atingidas pela pandemia do coronavírus. O DFC é um banco de desenvolvimento criado pelos EUA no ano passado.