PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Mercosul vai se modernizar e quem estiver incomodado que se retire, afirma Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que haverá mudanças no Mercosul e alfinetou opositores - Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo
O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que haverá mudanças no Mercosul e alfinetou opositores Imagem: Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo

Francisco Carlos de Assis e Lorenna Rodrigues

São Paulo e Brasília

27/09/2021 14h12Atualizada em 27/09/2021 15h51

O ministro da Economia, Paulo Guedes, mandou nesta segunda-feira, 27, um recado direto para a Argentina, país-membro fundador do Mercosul, que segundo ele, tem impedido o bloco comercial de avançar. Guedes voltou a insistir em que o Brasil vai permanecer firme na sua posição de avançar com a modernização do Mercosul enquanto estiver na presidência provisória do bloco.

"O Mercosul vai se modernizar e quem estiver incomodado que se retire. Vamos ficar firmes em posição de avançar durante presidência brasileira do Mercosul", disse durante participação no 4º Encontro "O Brasil Quer Mais", promovido pela International Chamber of Commerce (ICC), no painel "Por que ainda não abrimos?".

Segundo o ministro, já houve avanço suficiente para baixar 10% da TEC este ano.

Ele fez a afirmação após repetir reiteradamente que continua com o propósito de reduzir a alíquota do Imposto de Importação (II) dentro do Mercosul em 10% este ano e mais 10% no ano que vem. "Paraguai, Uruguai e Brasil querem modernizar o Mercosul, Argentina não concorda. Não vamos sair do Mercosul, mas não aceitaremos um bloco como instrumento ideológico", disse.

PUBLICIDADE