PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Ações - Futuros dos EUA sobem depois que Casa Branca minimiza medidas contra China

30/09/2019 10h21

Os futuros dos EUA subiam nesta segunda-feira, com as ações sendo impulsionadas por relatos de que a Casa Branca não planeja impedir que empresas chinesas listem ações nas bolsas de valores dos EUA.

A porta-voz do Tesouro, Monica Crowley, disse à Bloomberg no sábado que "o governo não está pensando em impedir que as empresas chinesas listem ações nas bolsas de valores dos EUA no momento".

Notícias do governo dos EUA que pretendiam manter as empresas chinesas fora do mercado de ações americano fizeram com que o S&P 500 fechasse 0,5% menor na sexta-feira. Outras medidas que estão sendo consideradas incluem colocar limites ao peso de empresas chinesas em índices de ações gerenciados por empresas americanas e limitar a exposição dos fundos de pensão dos EUA a empresas chinesas.

As negociações comerciais EUA-China devem ser retomadas em 10 de outubro em Washington.

Os futuros do Nasdaq 100 ganhavam 35 pontos ou 0,5% às 7h41, enquanto os futuros do Dow subiam 65 pontos ou 0,2% e os futuros do S&P 500 subiam 8 pontos ou 0,3%.

As ações de tecnologia que dependem fortemente do mercado chinês estavam mais altas no comércio de pré-mercado, com a Apple (NASDAQ:AAPL) subindo 0,9% e a Advanced Micro Devices (NASDAQ:AMD) subindo 1%.

As ações bancárias caíam, com o Wells Fargo (NYSE:WFC) caindo 0,2% e o US Bancorp (NYSE:USB) caindo 1%.

Na frente de dados, os números de PMI de Chicago saem às 9h45 e os dados do índice de fabricação do Fed de Dallas serão publicados às 10h30.

Em commodities, os futuros do petróleo bruto perdiam 1,1%, para US$ 55,31 por barril. Os futuros do ouro caíam 0,8%, para US$ 1.493,75 por onça troy, enquanto o índice dólar, que mede a força da moeda norte-americana em comparação com uma cesta das seis principais divisas, subia 0,1%, para 98,863.