Mais informação com menos tempo de leitura
IPCA
-0.04 Set.2019
Topo

Análise: preço de passagens aéreas deve subir com fim da Webjet e dólar alto

Matheus Lombardi

Do UOL, em São Paulo

23/11/2012 17h50Atualizada em 23/11/2012 17h50

O fim das operações da aérea Webjet, anunciado nesta sexta-feira (23) pela Gol, aliado à alta do dólar, será prejudicial para o bolso dos consumidores, segundo especialistas do setor entrevistados pelo UOL.

Para o professor da PUC-SP Gilson de Lima Garofalo, a diminuição do número de empresas concorrentes prejudica o poder de escolha dos clientes.

"O consumidor tende a ser prejudicado em relação aos preços das passagens cobrados num médio prazo. Numa situação como essa [de fechamento de uma empresa], o consumidor sofre de todos os lados", disse.

Para Garofalo, o aumento no preço das passagens aéreas é inevitável devido à elevação dos custos para empresas do setor.

"Por enquanto, as empresas não estão conseguindo repassar os aumentos de custos que elas estão sofrendo, como a elevação muito alta do preço do combustível, que subiu quase 50% no último ano. A alta do dólar também afeta estas empresas, já que a manutenção dos aviões e peças são cotadas na moeda norte-americana", afirmou.

Empresas vão diminuir oferta de voos, diz especialista

Para o consultor André Castellini, da consultoria Bain & Company, além do aumento das passagens, as empresas aéreas terão que diminuir o número de voos para o mesmo destino. Para ele, a rivalidade que existe entre TAM e GOL é que determina o preço da tarifa média das passagens no país.

"Com a alta do custo do transporte aéreo, as empresas que trabalham com margens de lucro pequenas terão de enxugar a oferta de voos", declarou.

Segundo Castellini, o 'custo Brasil' faz as companhias do país sofrerem mais do que as de fora. "Por exemplo, as empresas do país gastam 25% mais do que as europeias. Esse 'custo Brasil' prejudica a manutenção dos preços baixos", disse.

Gol anuncia fim da Webjet

A Gol Linhas Aéreas anunciou o fim das atividades da Webjet, comprada pela empresa em julho de 2011. A Gol também disse que vai cortar mais 850 empregados entre tripulação técnica, tripulação comercial e manutenção de aeronaves.

A Gol concluiu a compra da WebJet em outubro de 2011, por R$ 70 milhões, além de ter assumido dívidas de cerca de R$ 200 milhões. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a fusão das duas empresas em outubro.

Preço das passagens caiu 43% entre 2002 e 2011

O preço médio da tarifa de passagens aéreas nacionais caiu 43% entre 2002 e 2011, segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). No mesmo período, a procura por passagens cresceu quase 200%. 

(Com informações de agências)

Mais Economia