Bolsas

Câmbio

Inflação em 12 meses passa teto da meta e é a maior em quase 3 anos

Do UOL, em São Paulo

A inflação acumulada nos últimos 12 meses até setembro atingiu 6,75% e ultrapassou o teto da meta do governo, que é de 6,5%. É o maior valor desde outubro de 2011, quando a inflação acumulada em 12 meses estava em 6,97%.

O objetivo do governo é manter a inflação em 4,5%, mas há uma tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo, ou seja, pode variar entre 2,5% e 6,5%.

A inflação subiu 0,57% em setembro, mais que o dobro dos 0,25% de agosto.

No acumulado do ano, a alta dos preços é de 4,61%, acima dos 3,79% acumulados em igual período de 2013.

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) é calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e foi divulgado nesta quarta-feira (8).

Alimentos voltam a subir, principalmente a carne; passagens aéreas sobem 17,85%

A inflação em setembro foi puxada, principalmente, pelos preços dos alimentos, que tiveram alta de 0,78% após três meses de queda.

Nos últimos três meses, os preços deste grupo vinham caindo: em julho e agosto, o recuo tinha sido de 0,15%; em junho, a baixa foi de 0,11%. 

O que mais pesou no bolso do consumidor em setembro foi a alta no preço da carne, que chegou a 3,17% na média nacional. Foi o item com maior impacto no resultado geral do grupo.

O preço dos transportes registrou alta de 0,63% em setembro, depois de ter subido 0,33% em agosto. O preço das passagens aéreas subiu 17,85% e pesou no resultado geral.

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, e se refere às famílias que ganham de 1 a 40 salários mínimos. A pesquisa é feita em dez regiões metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande e de Brasília. Para o cálculo do índice de setembro foram comparados os preços coletados no período de 29 de agosto a 29 de setembro de 2014 (referência) com os preços vigentes no período de 29 de julho a 28 de agosto de 2014 (base).

INPC sobe 0,49% em setembro

A inflação para as famílias de mais baixa renda, medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), subiu 0,49% em setembro, mais do que em agosto, quando tinha avançado 0,18%.

Com isso, a variação no ano até agora foi para 4,62%. Em 12 meses, o INPC acumulado está em 6,59%. 

O índice se refere às famílias com rendimento de um a cinco salários mínimos, sendo o chefe assalariado, e abrange dez regiões metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande e de Brasília. 

(Com Reuters)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos