Bolsas

Câmbio

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta quinta, 4 de fevereiro

Alexander Vestri

Do UOL, em São Paulo

Mercado financeiro

A Bolsa fechou hoje em alta de 3,11%, com 40.821,73 pontos, no segundo dia seguido de avanço. É o maior nível desde 6 de janeiro.

O resultado positivo da Bovespa foi puxado pelas ações de siderúrgicas e mineradoras, principalmente a Vale, depois que os preços do minério de ferro na China subiram. As ações da Vale tiveram alta de 11,35%, e foram vendidas a R$ 7,75. A valorização das ações da Petrobras também ajudou a puxar a Bolsa, depois de alta no preço do petróleo. Os papeis da estatal valorizaram  5,35% e foram negociados a R$ 4,73.

No mercado de câmbio, o dólar teve a segunda queda seguida e registrou desvalorização de 0,61%, cotado a R$ 3,894. É o menor valor desde 20 de dezembro.

Leia mais

 

Perdas na poupança

A caderneta de poupança perdeu R$ 12 bilhões em janeiro, o pior dado mensal da série histórica do Banco Central, que começou em 1995. Este desempenho é resultado de um saldo negativo de R$ 9,5 bilhões no Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e de uma saída líquida de mais R$ 2,5 bilhões na poupança rural.

Essa saída de recursos tem consequências para o financiamento imobiliário. Isso porque as regras do Sistema Financeiro da Habitação determinam que parte dos depósitos da poupança seja direcionada ao crédito habitacional.

Leia mais

 

Ajuda às pequenas empresas

O BNDES apresentou uma proposta de linha de crédito a juros baixos para capital de giro de empresas de pequeno porte, aquelas que faturam até R$ 360 mil por ano. Estão nessa faixa 78% das microempresas brasileiras.

O objetivo é que ao final de fevereiro já estejam disponíveis empréstimos com taxas de até 18% ao ano. Vale lembrar que a esse percentual serão acrescidos os custos cobrados pelos operadores financeiros, que são os bancos comerciais que oferecem as linhas de crédito do BNDES.

Leia mais

 

Luz mais cara

A taxa de iluminação pública durante a gestão Haddad na Prefeitura de São Paulo teve um aumento acumulado de 121%.

Criada no mandato da então petista Marta Suplicy, em 2002, a cobrança é embutida na conta de luz e serve para investimentos na iluminação das ruas.

Desde que foi criada até o último ano da gestão Kassab, em 2012, a taxa variou 20%, de  R$ 3,50 a R$ 4,21.

Leia mais

 

Uber em crescimento

O Uber anunciou que vai contratar 50 mil novos motoristas para trabalhar com o aplicativo no Brasil. Atualmente, 10 mil condutores estão registrados.

Andrew MacDonald, executivo da empresa, disse que o Brasil é o país onde o Uber tem uma das mais altas taxas de crescimento no mundo, de cerca de 30% ao mês.

Leia mais

 

Queda na venda de carros

As vendas de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos no país caíram 31,8% em janeiro em relação a dezembro.  Já na comparação com o mesmo mês de 2015, essa queda é maior, de 38,8%.

Foram comercializadas ao todo 155,3 mil unidades no primeiro mês deste ano. É o menor nível mensal desde o início de 2007.
Já a produção de veículos registrou recuo de 29,3% em janeiro em relação ao mesmo mês de 2015. Os números são da Anfavea, associação que representa o setor.

Leia mais

 

Negócio da China

A chinesa Hainan Airlines anunciou que vai investir US$ 450 milhões na Azul, terceira maior companhia aérea brasileira.

A Azul declarou que o anúncio está relacionado ao fato de o HNA Group ter virado acionista com participação de 23,7% na empresa. O negócio foi fechado no ano passado por R$ 1,7 bilhão.

Leia mais

 

Ajuste na Lei Rouanet

O Tribunal de Contas da União proíbe a Lei Rouanet de dar incentivos fiscais para eventos culturais que tenham "potencial lucrativo" ou que possam atrair investimento privado.

A decisão do TCU foi tomada ao analisar o benefício dado ao Rock in Rio e outros eventos culturais com cobrança de ingresso, patrocínio e outras fontes de renda. Só o festival de rock realizado em 2011 captou R$ 6 milhões de empresas, que depois puderam abater 30% desse valor do Imposto de Renda.

Leia mais

 

Empresa

A Apple vai ter de pagar mais de US$ 625 milhões para a empresa VirnetX em caso de disputa de patentes. A gigante da tecnologia foi condenado pelo uso sem permissão de tecnologia de segurança de internet nos aplicativos FaceTime e iMessage.

A decisão foi tomada por um júri federal no Texas, nos Estados Unidos, que declarou que as infrações da Apple foram intencionais. O valor, apesar de ser elevado para um caso de patente, não representa uma ameaça para a companhia, que divulgou em janeiro reservas de capital de US$ 216 bilhões.

Leia mais

 

Agenda

Amanhã a Fundação Getúlio Vargas apresenta o resultado de janeiro do IGP-DI, que mede a evolução geral de preços na economia.

O IBGE divulga o IPCA, índice que ajuda a acompanhar os objetivos para as metas de inflação do governo. A entidade também vai apresentar a Pesquisa Industrial Mensal: Produção Física - Regional

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos