PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

No começo de 2015, projeções apostavam em crescimento da economia; e agora?

Do UOL, em São Paulo

02/03/2016 06h00Atualizada em 02/03/2016 22h02

A economia brasileira encolheu em 2015. Isso é certo, mas ainda não se sabe quanto. O valor exato será conhecido nesta quinta-feira (3), quando o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulga os dados do PIB (Produto Interno Bruto) do ano passado.

A maior parte das estimativas apontam para uma queda entre 3,6% e 3,8%. Mas não foi sempre assim. 

Quando 2015 começou, as projeções do governo, dos órgãos internacionais e até do mercado eram mais otimistas e falavam até em crescimento. Essas previsões foram sendo ajustadas ao longo dos meses, com a divulgação de novos indicadores ruins e a piora nos cenários econômico e político.

Veja como evoluíram as apostas.

Mercado 
Boletim Focus - Marcelo Justo/Folha Imagem - Marcelo Justo/Folha Imagem
Imagem: Marcelo Justo/Folha Imagem

As projeções dos analistas de mais de cem instituições financeiras são reunidas pelo Banco Central semanalmente no Boletim Focus. O BC exclui as previsões extremas e calcula uma mediana dessas perspectivas.

  • No primeiro boletim de 2015, a expectativa era de crescimento de +0,5%;
  • No último boletim com estimativas para 2015, a aposta era de queda de -3,71%

Governo 
Dilma - Sergio Lima/Folhapress - Sergio Lima/Folhapress
Imagem: Sergio Lima/Folhapress
 

Ao final de 2014, o governo apostava em crescimento para 2015, mas o otimismo não durou muito:

Banco Central 
Tombini - Wilson Dias/Agência Brasil - Wilson Dias/Agência Brasil
Imagem: Wilson Dias/Agência Brasil

O BC também ajustou suas projeções ao longo de 2015:

Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE)
OCDE - Reprodução/Flickr OCDE - Reprodução/Flickr OCDE
Imagem: Reprodução/Flickr OCDE

A organização internacional também chegou a apostar em crescimento para o Brasil 2015, mas depois reviu as previsões: 

Fundo Monetário Internacional (FMI)
Lagarde - Reprodução/Business Insider - Reprodução/Business Insider
Imagem: Reprodução/Business Insider

O FMI também saiu de uma projeção de crescimento para a de recessão:

Entenda o ajuste fiscal do governo

UOL Notícias