Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta terça, 5 de abril

Bruno Soares

Do UOL, em São Paulo

Mercado financeiro

A Bolsa de São Paulo fechou em alta de 0,56%, com 49.053 pontos. A valorização de hoje foi puxada pelo bom desempenho das ações da Petrobras e da Vale, que subiram cerca de 3% cada.

No mercado de câmbio, o dólar subiu 1,86%, cotado a R$ 3,681 na venda.  Ontem, a moeda havia subido 1,43%, mas acumula desvalorização de 6,76% no ano.

Leia mais

 

Dilma descarta interferir na gasolina

 

A presidente Dilma Rousseff disse hoje que "o governo não tem nada a ver com subir ou baixar o preço da gasolina" e que cabe à Petrobras avaliar se é o caso de reduzir os valores dos combustíveis no país.  Ela também afirmou que existe uma discrepância entre os preços praticados no Brasil e no exterior.

Na noite de ontem, a estatal divulgou comunicado informando que não pretende reduzir os preços dos combustíveis no momento, mas que está avaliando as condições do mercado. Notícias sugerindo um iminente corte derrubaram as ações da estatal durante o dia.

Leia mais

 

Alta na conta de luz

A Aneel aprovou hoje um aumento nas contas de luz das distribuidoras CPFL Paulista, que atende o interior de São Paulo, e Energisa, que presta serviços a Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Em São Paulo, a tarifa vai ficar 7,55% mais cara. Em Mato Grosso, a alta vai ser de 8,6%, e em Mato Grosso do Sul, de 7,19%. No total, o reajuste deve afetar 6,27 milhões de pessoas.

Leia mais

 

IPC acelera em São Paulo

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo ficou acima do esperado e subiu 0,97% no mês de março, contra 0,89% em fevereiro. Os dados são da Fipe.

O maior impacto no índice foi no grupo alimentação, com alta de 1,87%. As despesas pessoais seguiram a mesma linha e subiram 1,17%.

Leia mais

 

Brasileiros estão mais insatisfeitos

A satisfação dos brasileiros com a vida bateu um recorde negativo. É o que revela pesquisa do Ibope, feita a pedido da Confederação Nacional da Indústria.  Em março, o chamado Índice de Satisfação com a Vida caiu para 92,4 pontos, o menor patamar desde que a pesquisa começou a ser feita, em 1999. O resultado representa ainda uma queda de 2,4% em relação a março de 2015.

Já o medo de desemprego seguiu a mesma tendência e registrou 106,5 pontos, abaixo apenas do resultado verificado em julho de 1999.
http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/04/05/insatisfacao-do-brasileiro-com-a-vida-e-a-maior-desde-1999-diz-ibope.htm

Leia mais

 

 

Agenda

Amanhã o Banco central divulga o relatório semanal com dados sobre o movimento de entrada e saída de dólares do país.

Já a Anfavea anuncia números da produção de veículos com referência ao mês de março.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos