Bolsas

Câmbio

Fnac vende operações no Brasil para Livraria Cultura

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

A rede de livrarias Fnac anunciou nesta quarta-feira (19) que fechou um acordo para vender suas operações no Brasil para a rival Livraria Cultura. O valor do negócio não foi divulgado. Somando as duas empresas, a nova rede contará com 30 lojas no país.

A Fnac Darty, grupo francês que controla a rede no Brasil, disse que licenciará a marca Fnac para a nova empresa --ou seja, vai manter o mesmo nome-- e vai realizar uma recapitalização para ajudar a companhia a melhorar sua posição de mercado.

O grupo francês, porém, não revelou o tamanho da recapitalização, nem forneceu outros detalhes sobre o acordo com a Livraria Cultura. A conclusão da venda deve ocorrer nas próximas semanas.

Procuradas no Brasil pela agência de notícias Reuters, ambas as empresas não se manifestaram sobre o assunto de imediato. A conclusão da venda deve ocorrer nas próximas semanas.

A operação brasileira da Fnac inclui 12 lojas em sete Estados do país e atividades de comércio eletrônico. A companhia opera no Brasil desde 1999, empregando atualmente cerca de 550 funcionários. Segundo o grupo francês, as operações no Brasil são responsáveis por menos 2% das vendas anuais do grupo de 7,4 bilhões de euros.

Já a Livraria Cultura foi fundada há cerca de 70 anos e possui atualmente 18 lojas e operação de comércio eletrônico. O faturamento em 2016 foi de R$ 380 milhões.

"A união entre os dois grupos criará valores e sinergias, compartilhando culturas similares...e permitirá que a Livraria Cultura diversifique seus negócios adicionando novas linhas dos produtos e serviços", afirmou a companhia em comunicado à imprensa.

Dificuldades financeiras

No final de fevereiro, o grupo francês chegou a anunciar que estava à procura de parceiros no Brasil para manter a marca Fnac no país. Caso contrário, a empresa poderia sair do mercado brasileiro devido a dificuldades financeiras.

À época, a Fnac Darty disse que estava focada em sua nova estratégia de integração, com o objetivo de se "transformar em um relevante player no continente europeu". Com isso, a operação brasileira precisaria "ter um tamanho crítico no sentido de ser relevante e reforçar sua posição de mercado".

(Com Reuters e AFP)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos