Bolsas

Câmbio

Reforma trabalhista

Agora você poderá trabalhar 12h e folgar 36h; quem já faz isso conta como é

Colaboração para o UOL, em Maceió (AL)

  • Beto Macário/UOL

    Porteiro Jeferson do Livramento Silva, 20, diz que jornada 12x36 exige planejamento

    Porteiro Jeferson do Livramento Silva, 20, diz que jornada 12x36 exige planejamento

Prevista como uma das novidades da reforma trabalhista, que começa a valer no sábado (11), a jornada de trabalho de 12 de horas de atuação seguida por 36 de folga será estendida a todas as categorias.

Para saber como é essa rotina, o UOL ouviu uma especialista e trabalhadores de três setores que já utilizam a jornada. Quem já vive essa rotina diz que ela tem lados positivos e traz vantagens. Porém, é preciso adaptar toda a vida em torno disso.

A jornada 12x36 é algo restrito hoje a algumas categorias. Ela foi regulamentada em setembro de 2012, quando o TST (Tribunal Superior do Trabalho) acolheu sugestão do juiz do trabalho Homero Matheus Batista da Silva para que fosse criada uma súmula estabelecendo regras. Para ser autorizada, porém, a jornada precisa ser acordada em convenção coletiva --o que não vai ser mais necessário após a reforma.

Acostumado a não ter duas folgas

Beto Macário/UOL
Vigilante Marcos José está na função há 25 anos e acha a jornada 12x36 "ótima"

O vigilante Marcos José, 50, atua na função há pelo menos 25 anos --quase sempre fez a jornada 12x36. Ele diz que acha "ótima" a rotina. "A gente já é acostumado a não ter dois dias seguidos de folga, mas o bom é que você trabalha um dia e folga outro; isso ajuda a evitar estresse quando a gente passa por uma irritação, por exemplo", conta.

Outro setor que costuma usar com frequência a jornada é o de saúde, especialmente em emergências. A técnica de radiologia Cris Silva, 46, atua há pelo menos 10 anos na função com esse tipo de rotina de trabalho em Maceió (AL).

"Para mim, é bom porque tenho outro emprego, onde dou plantão por 24 horas. Aí consigo fazer sem problemas", diz.

Segundo Silva, a jornada dá essa possibilidade de se adequar a outros empregos e programar viagens. É comum funcionários do hospital onde trabalha trocarem plantões. "Acontece muito, especialmente quem tem outro emprego, como eu."

Beto Macário/UOL
Técnica de radiologia Cris Silva, 46, afirma que jornada 12x36 é boa porque ela tem dois empregos

O porteiro Jeferson do Livramento Silva, 20, é mais novo na rotina: atua há 10 meses em um condomínio. Para ele, a jornada é boa, mas é necessário planejamento. "Eu tenho que me programar para resolver as minhas coisas, como fazer exames médicos, pagamento de contas", afirma, aprovando a rotina. "Eu indico a jornada para outras categorias, sim. Fica até melhor de trabalhar."

Problema seria a carga, não a jornada

Segundo a psicóloga do trabalho e especialista em gestão de pessoas Karoline Felix, o novo esquema por si só não deve ser encarado como um problema, nem solução. "A questão não é a jornada, mas a carga de trabalho. Isso é mais importante", diz a profissional, que que atua no Cerest (Centro de Referência de Saúde do Trabalhador) de Maceió.

Para ela, a extensão dessa jornada a todos os setores pode ser especialmente danosa às áreas em que os profissionais são mais exigidos.

"Uma carga intensa de trabalho de 12 horas, onde o trabalhador atua sem parar, pode trazer problemas como a síndrome de burnout [esgotamento profissional]; pode ter também o que chamamos de neurose profissional, quando não consegue se desligar de trabalho; sem contar síndrome de pânico, transtorno de ansiedade generalizada, e as questões físicas, como LER [lesão por esforço repetitivo], Dorts [Doenças Osteoarticulares Relacionadas ao Trabalho] e perda auditiva --se for em local com excesso de barulho", diz.

Outra questão levantada por ela é a subjetiva, já que as rotinas diferentes podem apresentar adaptações distintas. "Nem toda pessoa se adapta. Isso vai depender muito de como é a rotina de família ou como lida com as folgas, por exemplo", pontua.

Como a reforma trabalhista afeta a sua vida?

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos