ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Protestos pelo país: veja o que funciona ou não nas principais cidades

Do UOL, em São Paulo

29/05/2018 15h55Atualizada em 29/05/2018 17h47

A manifestação dos caminhoneiros entrou em seu nono dia. Os bloqueios ao transporte de cargas em estradas de todo o país causaram desabastecimento generalizado nas cidades. Aos poucos, a situação começa a se normalizar, mas ainda há produtos e serviços afetados pela crise.

Os efeitos da greve dos caminhoneiros levarão vários dias para serem superados, mesmo depois que a paralisação terminar. Em alguns segmentos, como o transporte urbano, a vida pode voltar ao normal dois dias após a retomada do abastecimento de combustível, mas em setores como o de supermercados, a normalização pode levar até dez dias.

Veja mais abaixo um balanço do que está ou não funcionando nesta terça-feira (29).

Leia também:

São Paulo

Transporte público

Em São Paulo, a orientação é que as companhias de ônibus operem com 60% a 70% da frota. Pela manhã, 73% dos veículos estavam rodando. O rodízio de veículos continua suspenso, e a prefeitura também publicou um decreto que libera a circulação de caminhões (geralmente restrita no centro expandido) até o próximo domingo. Na segunda, o prefeito Bruno Covas (PSDB) descartou feriado e garantiu a circulação de ônibus --ainda que com restrição-- até quarta-feira.

Em função da redução no número de ônibus, as linhas do Metrô e da CPTM (Companhia de Trens Metropolitanos) tiveram o horário de funcionamento estendido: os serviços começaram às 4h e devem permanecer até a 1h de quarta-feira (30). A exceção é a linha 13-Jade da CPTM, que continua funcionando em operação assistida. 

Circularam rumores sobre greve dos metroviários de São Paulo nesta semana, mas, segundo o sindicato, não há paralisação marcada.

Escolas municipais

As aulas nas escolas municipais foram mantidas nesta terça. Segundo a prefeitura, a oferta de merenda está garantida, com cardápio adaptado de acordo com o estoque de cada unidade. Universidades públicas estão com aulas suspensas.

Postos de combustíveis

Alguns postos de gasolina conseguiram receber combustível durante a madrugada, graças a esquemas de escolta policial que estão trazendo caminhões-tanque carregados das refinarias no interior até a capital. Porém, filas já se formavam pela manhã nos estabelecimentos que tinham combustível para vender.

Por volta das 11h30, o governador Márcio França (PSDB) disse que foi feito um acordo com as principais lideranças do movimento no estado e a promessa é que o abastecimento se normalize ao longo dos próximos dias.

Ceagesp

Na Ceagesp, central que abastece São Paulo, as entregas na última semana foram 46% menores que em uma semana comum, mas o estabelecimento, que fica na zona oeste da capital, continua abrindo normalmente. Aos poucos, a situação vai se normalizando e já é possível encontrar hortaliças e legumes. 

Coleta de lixo

A coleta de lixo domiciliar opera normalmente. A coleta seletiva segue suspensa, mas a coleta hospitalar, a limpeza pós-feiras livres e o recolhimento de animais mortos estão mantidos. Os Ecopontos devem ser reabertos a partir desta quarta. Os serviços de varrição de vias e logradouros acontecem normalmente.

Rio de Janeiro

Postos de gasolina

O Sindcomb, sindicato que representa os postos de gasolina da cidade do Rio de Janeiro, informou que os estabelecimentos da capital voltaram a receber combustível ainda na segunda-feira (28), mas que a corrida às bombas já fez com que o estoque de alguns deles voltasse a acabar na manhã desta terça. Segundo o sindicato, não há estimativa de quando receberão um novo carregamento.

Transporte público

Os ônibus dos corredores expressos do BRT voltaram a circular normalmente por volta das 10h30 desta terça-feira, segundo o consórcio que opera o sistema. No estado, a Fetranspor (Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro) diz que 60% da frota dos ônibus comuns está nas ruas.

Ceasa

A Ceasa de Irajá, na zona norte do Rio de Janeiro (RJ), começou a receber mercadorias vindas de Teresópolis (RJ). De acordo com os comerciantes, os preços ainda estão altos, mas a perspectiva é que tudo comece a voltar ao normal nesta quarta-feira (30).

Escolas municipais

A Prefeitura de Petrópolis informou que retomará as aulas na rede municipal nesta quarta-feira (30). Em Nova Friburgo, as aulas foram suspensas e só serão retomadas na próxima segunda-feira (4). O mesmo acontecerá em Niterói. Já a cidade de Teresópolis informou que tem condições de manter o funcionamento da rede de ensino até essa quarta-feira.

Belo Horizonte

Escolas e centros de saúde

A Prefeitura de Belo Horizonte havia decretado ponto facultativo nestas terça e quarta-feira (30). Durante o ponto facultativo, as escolas municipais não terão aula e os centros de saúde vão operar em escalas com metade dos trabalhadores no horário normal de funcionamento. Serviços de urgências e emergências, hospitais e prontos-socorros funcionarão normalmente.

Limpeza

Segundo a prefeitura, os serviços de limpeza em Belo Horizonte voltaram a ser realizados normalmente. 

Transporte público

O Sindicato dos Metroviários de Minas Gerais informou que a categoria decretou greve por tempo indeterminado nesta terça-feira. 

Recife

Transporte público

Na região metropolitana do Recife, a informação do governo estadual era de que 100% da frota estava habilitada a circular nesta terça. 

Postos de combustível

Também na região metropolitana do Recife, era possível encontrar alguns postos abastecidos na manhã desta terça, situação ligeiramente melhor que nos dias anteriores. A Total, uma distribuidora local, estimou em 10% o estoque de combustível nos postos do estado.

Ceasa

Em Pernambuco, a Ceasa da Grande Recife voltou a oferecer hortaliças nesta terça, mas os caminhões que chegam à central ainda são poucos (menos da metade de um dia normal). Outros produtos começaram a faltar, como batata inglesa e laranja.

Salvador

Postos de combustível

Em Salvador, alguns postos voltaram a receber combustíveis na madrugada desta terça, e amanheceram com longas filas de carros. 

Outros serviços afetados pelo país

Aeroportos 

A situação dos aeroportos voltou a melhorar nesta terça-feira (29). Os terminais de Brasília e Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), por exemplo, receberam novos carregamentos de combustível para permitir o reabastecimento dos aviões.

As companhias aéreas também já registram menos voos cancelados em relação aos últimos dias. No caso da Azul, por exemplo, apesar de haver mais de 40 voos cancelados, a empresa afirma que todas as alterações foram feitas com antecedência e que os passageiros foram reacomodados previamente.

Leia mais sobre a situação dos aeroportos e dos voos

As companhias aéreas afirmam que os passageiros afetados com a situação podem remarcar o voo, sem custo adicional. A recomendação aos passageiros é procurar as companhias aéreas para consultar a situação dos voos antes de ir para o aeroporto. 

Pacotes turísticos e viagens

O Procon de São Paulo emitiu comunicado nesta terça informando que consumidores com pacotes de viagem marcados para o feriado de Corpus Christi têm direito a solicitar o reembolso total do serviço no caso de cancelamento.

Petroleiros

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos filiados convocaram a categoria para uma greve nacional de advertência de 72 horas. Eles prometem começar o movimento grevista a partir desta quarta-feira (30).

(Com agências de notícias)

Prejuízo para o agronegócio e desperdício de alimentos

Mais Economia