Bolsas

Câmbio

Corrida aos postos de combustíveis esgota abastecimento em alguns pontos no Rio

Daniela Amorim e Denise Luna

Rio

A corrida de consumidores cariocas aos postos de combustíveis já esgotou o abastecimento em alguns pontos de vendas na capital fluminense, informou nesta terça-feira (29) o Sindicomb, sindicato que reúne os postos de combustíveis da cidade do Rio de Janeiro.

A expectativa é de que o fornecimento seja normalizado em até cinco dias, mas o abastecimento está sendo contingenciado entre os postos, com alguns já registrando falta de alguns combustíveis, explicou a assessoria da entidade.

Leia também:

O abastecimento de postos pela cidade começou na segunda-feira. Durante a noite e madrugada, porém, os caminhões só aceitavam deixar a base com escolta policial. Na manhã desta terça, segundo Sindicomb, alguns caminhões já trafegavam normalmente, sem escolta, em direção ao abastecimento de postos.

Desde a segunda, foram feitas 311 escoltas, informou a Secretaria de Segurança do Estado do Rio de Janeiro. Na madrugada desta terça, as Forças Armadas e a Polícia Militar escoltaram, de uma só vez, 300 caminhões de alimentos para o abastecimento do Grande Rio.

Após as filas quilométricas ao longo de toda a segunda-feira, os motoristas já encontram com mais frequência postos abastecidos e esperam menos tempo para encher o tanque em alguns pontos da cidade. Pela manhã desta terça, a espera alcançava cerca de 30 minutos em um dos postos de combustíveis da Avenida Presidente Vargas, uma das principais vias do centro.

Houve melhora também na oferta de transporte coletivo. O serviço BRT Rio, corredor expresso de ônibus articulado, informou que o sistema já saiu do plano de contingência e voltou à operação normal. Os percursos que ainda estavam paralisados voltariam a funcionar no começo da tarde.

Na noite de segunda, a Prefeitura do Rio informou que as unidades municipais de educação também funcionariam normalmente nesta terça. Segundo nota da Secretaria da Casa Civil, representantes da Rio Ônibus garantiram que já estava em andamento um plano para reabastecer as empresas de transporte.

Segundo o secretário Paulo Messina, os hospitais municipais tinham os insumos necessários para atender emergências, e o serviço de coleta de lixo na cidade não seria interrompido pela Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb).

Veja dicas para economizar combustível no seu carro

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos