ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Banco Central decide juros hoje; para analistas, taxa continua em 6,5%

Do UOL, em São Paulo

20/06/2018 08h45

O Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central decide nesta quarta-feira (20) a Selic, a taxa básica de juros do país. 

A taxa está em 6,5% ao ano. Na última reunião, no mês passado, o BC decidiu manter a Selic no mesmo nível, após 12 cortes seguidos. 

A tendência é que a taxa também seja mantida hoje, segundo pesquisa com economistas consultados pela agência de notícias Reuters. 

Leia também:

Trinta e seis de 37 economistas esperam que o Copom mantenha a Selic na mínima histórica de 6,5% ao ano. O único voto dissidente espera aumento de 0,50 ponto percentual.

Juros X Inflação

Os juros são usados pelo Banco Central para tentar controlar a inflação. De modo geral, quando a inflação está alta, o BC sobe os juros para reduzir o consumo e forçar os preços a cair. Quando a inflação está baixa, o BC derruba os juros para estimular o consumo. 

A meta é manter a inflação em 4,5% ao ano, mas há uma tolerância de 1,5 ponto para cima e para baixo, ou seja, pode variar entre 3% e 6%.

Segundo os dados mais recentes do IPCA, referentes a maio, a inflação acumulada em 12 meses ficou em 2,86%. Embora a inflação deva sentir um impulso devido à greve dos caminhoneiros, que praticamente paralisou diversos setores e elevou os preços de produtos, isso não deve ser suficiente para causar grandes mudanças na perspectiva para a política de juros, disseram economistas.

Juros para o consumidor são mais altos

A Selic é a taxa básica da economia e serve de referência para outras taxas de juros (financiamentos) e para remunerar investimentos corrigidos por ela. 

Ela não representa exatamente os juros cobrados dos consumidores, que são muito mais altos.

Segundo os últimos dados divulgados pelo BC, a taxa de juros do cheque especial atingiu em abril 321% ao ano, em média. Os juros do rotativo do cartão de crédito ficaram em 331,6% ao ano, em média.

(Com Reuters)

O que o PIB tem a ver com a sua vida?

UOL Notícias

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia