IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Banco Inter lança corretora com taxa zero para negociar ações

Téo Takar

Do UOL, em São Paulo

2018-12-12T09:15:29

2018-12-12T18:01:01

12/12/2018 09h15Atualizada em 12/12/2018 18h01

Depois de bater de frente com os grandes bancos ao oferecer uma conta digital totalmente gratuita, o Banco Inter decidiu comprar briga com as corretoras de valores e plataformas de investimento.

A instituição anunciou nesta quarta-feira (12) o lançamento de sua própria plataforma de investimentos, que incluirá um sistema para negociação direta de ações na Bolsa de Valores (home broker). Assim como o banco digital, a corretora de valores do Inter não cobrará taxas, nem de corretagem nem de custódia.

A plataforma terá ainda fundos de investimento e de previdência privada geridos por várias instituições do mercado e também produtos de renda fixa emitidos por outros bancos, como CDBs, LCAs e LCIs. 

"Com a nova plataforma de investimentos, passamos a contar com uma estrutura mais completa, com todos os produtos do mercado, na forma digital", declarou João Vitor Menin, presidente do Banco Inter.

Antes do lançamento do novo sistema, o Inter já oferecia aos clientes acesso ao Tesouro Direto, poupança e produtos próprios de renda fixa, sem cobrança de taxas.

Tanto a nova plataforma de investimento como o sistema de negociação de ações poderão ser acessados diretamente no aplicativo da conta digital do banco.

Inicialmente, os novos recursos do aplicativo estarão disponíveis apenas parte dos clientes e serão liberados gradativamente para os demais. Atualmente, o Banco Inter possui 1,050 milhão de clientes e 85 mil investidores.

Simplicidade

O diretor da nova plataforma de investimentos do Banco Inter, Rafael Rodrigues, afirmou que a instituição não pretende oferecer uma variedade muito ampla de fundos e outros produtos financeiros.

"Percebemos que o investidor fica perdido e não consegue escolher quando entra em uma plataforma de investimentos que possui trinta ou quarenta fundos de um mesmo tipo. Por isso, optamos pela simplicidade. Vamos oferecer o essencial na plataforma. Serão produtos escolhidos previamente por um comitê de investimentos", disse Rodrigues.

"A escolha dos produtos que entrarão na plataforma levará em conta a qualidade e a rentabilidade. Não será uma escolha baseada naquilo que é mais rentável para o banco, mas sim naquilo que é bom para o cliente", afirmou o executivo.

O "home broker", sistema para negociar ações na bolsa, também será "simples", segundo Menin. "Não teremos ferramentas avançadas, nem produtos complexos. Nosso foco não são os especuladores, os 'traders'. Criamos um produto de uso fácil para o investidor que hoje está na renda fixa e quer começar a investir em ações na bolsa", disse o presidente do Inter.

Parceria com Icatu

Para oferecer os produtos de previdência privada, o Banco Inter fechou uma parceria com a Icatu Seguros. A nova plataforma permitirá que a contratação de planos de previdência seja totalmente digital.

"Criamos um novo canal de distribuição de produtos de previdência, que vai democratizar o acesso a um produto fundamental para o planejamento financeiro da população", disse Luciano Snel, presidente da Icatu Seguros.

Se não sabe responder a estas 5 questões, será muito difícil ficar rico

Mais Economia