IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Novo parcelamento com juros no cartão deve estrear no 1º trimestre de 2019

Téo Takar

Do UOL, em São Paulo

13/12/2018 12h52

As empresas de cartões de crédito devem lançar até o fim do primeiro trimestre de 2019 uma nova forma de parcelamento das compras, que informará ao cliente, na hora da transação, qual a taxa de juros que ele efetivamente pagará na compra. A expectativa é que os juros do novo produto sejam menores do que os cobrados hoje no parcelamento tradicional da fatura.

"Já estamos na fase de testes para padronizar o funcionamento das maquininhas. O consumidor saberá na hora o valor da parcela e a taxa de juros cobrada. Ele poderá comparar até três simulações, com números diferentes de parcelas", disse Ricardo Vieira, diretor executivo da Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços).

Alternativa ao parcelamento sem juros

O novo produto, que está sendo chamado pela Abecs de "Crediário", será uma alternativa ao parcelamento sem juros oferecido hoje por alguns lojistas.

"Na verdade, não existe parcelamento sem juros. A taxa já está embutida no preço do produto. O que estamos apresentando agora é uma forma de parcelamento mais transparente. O consumidor saberá exatamente quanto está pagando."

De acordo a Abecs, o parcelamento sem juros não será extinto. Caberá a cada lojista escolher qual forma de parcelamento pretende oferecer. 

"Na prática, estamos dando a oportunidade ao pequeno lojista de se financiar utilizando um crédito mais barato. Hoje, eles não têm condições de captar recursos com o mesmo custo de grandes redes de varejo", afirmou o executivo da Abecs.

Taxas próximas do consignado

Segundo Vieira, a tendência é que as taxas da nova modalidade de crédito se aproximem dos juros cobrados hoje no empréstimo consignado, que giram em torno de 3% ao mês. No parcelamento tradicional -- quando o cliente deixa de pagar o total da fatura mensal e opta por dividir o valor --, os juros chegam a 9% ao mês.

"As taxas serão competitivas. Mas caberá a cada banco decidir qual taxa cobrará de cada cliente. O valor dependerá do relacionamento do cliente com o banco e da estratégia comercial de cada instituição", disse Vieira.

Pagamento para o lojista em até cinco dias

Vieira afirmou que o lojista que oferecer o parcelamento "Crediário" receberá o valor integral da compra em até cinco dias após a transação, sem desconto de antecipação.

Hoje, o lojista precisa aguardar no mínimo 30 dias para receber o valor integral nas compras à vista, ou esperar o vencimento das parcelas, no caso do parcelado sem juros. Caso o lojista queira receber os valores de forma antecipada, as administradoras de cartão aplicam uma taxa de desconto sobre o valor das compras.

Mais Economia