Topo

Idade mínima de 62 para homem e 57 para mulher "tem muita força", diz Onyx

Pedro Ladeira/Folhapress
Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

08/01/2019 17h52

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta terça-feira (8) que ainda não existe uma proposta fechada para a idade mínima de aposentadoria na reforma da Previdência. Mas, segundo ele, a declaração do presidente Jair Bolsonaro, que defendeu uma idade de 62 anos para homens e de 57 para mulheres, "tem muita força". 

"Uma fala do presidente tem muita força. E o presidente Bolsonaro é uma pessoa que tem uma capacidade muito grande de sinalizar caminhos", disse o ministro ao chegar ao Ministério da Economia para uma reunião com o titular da pasta, Paulo Guedes. 

Onyx também afirmou não saber se os militares serão incluídos no texto da reforma nem se a proposta apresentada pelo ex-presidente Michel Temer poderia ser aproveitada.

De acordo com o chefe da Casa Civil, as discussões sobre a reforma da Previdência ainda estão acontecendo, e a proposta deve sair até sexta-feira.

"Provavelmente, no início da próxima semana será apresentada ao presidente da República uma proposta para que, antes da viagem a Davos, ele possa escolher os caminhos. Depois vamos discutir entre nós qual será a estratégia para a apresentação do texto ao Congresso", disse. 

Bolsonaro deve ir a Davos, na Suíça, para participar do Fórum Econômico Mundial. 

O ministro da Casa Civil também colocou panos quentes em relação aos atritos que teria tido com Guedes. Ele afirmou que nunca houve divergências. "Estou trazendo aqui um conjunto de bombons para o Paulo Guedes para adoçar a nossa vida. Nunca teve briga. É só uma gentiliza", disse. 

Mais Economia