IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Reforma da Previdência


Deputados e senadores devem se aposentar com teto do INSS, hoje de R$ 5.839

Folhapress
Imagem: Folhapress

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

2019-02-20T12:48:06

20/02/2019 12h48

O secretário de Previdência, Leonardo Rolim, afirmou hoje que parlamentares do Congresso Nacional, das assembleias legislativas estaduais e das câmaras municipais não terão direito a aposentadoria especial, segundo a proposta de reforma da Previdência.

Segundo ele, se o texto for aprovado sem alterações, os novos políticos que forem eleitos terão as mesmas regras dos trabalhadores do setor privado, com o teto de aposentadoria do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), atualmente em R$ 5.839,45

Atualmente, os parlamentares se aposentam com idade mínima de 60 anos e com 35 anos de contribuição. Para cada ano trabalhado como parlamentar, eles recebem como aposentadoria o valor de 1/35 do seu salário. Ou seja, um político que tenha passado 35 anos como parlamentar, poderá se aposentar recebendo uma aposentadoria igual ao valor do seu salário. A título de exemplo, o salário de um deputado federal hoje é de R$ 33,8 mil.

Pela regra de transição, os parlamentares que já têm mandatos terão de cumprir uma idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres. Além disso, eles terão de pagar um pedágio de 30% sobre o tempo de contribuição que falta para eles se aposentarem.

Bolsonaro entrega nova proposta de Prêvidencia; oposição protesta

UOL Notícias

Mais Reforma da Previdência