PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Caixa lança em março linha de crédito imobiliário com juros fixos

"Você vai poder contratar o crédito imobiliário de 30, 35 anos, e saber quanto que você vai pagar pelos próximos 30 a 35 anos", afirmou o presidente do banco, Pedro Guimarães - Adriano Machado/Reuters
"Você vai poder contratar o crédito imobiliário de 30, 35 anos, e saber quanto que você vai pagar pelos próximos 30 a 35 anos", afirmou o presidente do banco, Pedro Guimarães Imagem: Adriano Machado/Reuters

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

02/01/2020 13h57

Resumo da notícia

  • Segundo presidente da Caixa, nova linha de crédito não terá correção como Taxa Referencial ou inflação medida pelo IPCA
  • Banco já havia lançado linha de financiamento habitacional em agosto, com correção pelo IPCA

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou hoje que o banco deverá lançar em março uma linha de crédito para financiamento imobiliário com uma taxa de juros fixa — ou seja, sem nenhum tipo de correção como a TR (Taxa Referencial) ou a inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

Em agosto, o banco lançou uma linha de financiamento habitacional corrigida pelo IPCA.

"Nós acreditamos que, a partir de março, quando lançaremos o crédito imobiliário sem nenhum tipo de correção, isso vai multiplicar. Porque hoje nós temos o crédito imobiliário ligado à TR, e o crédito imobiliário ligado ao IPCA, a inflação", disse Guimarães.

"Em março, faremos uma terceira linha que é sem correção nenhuma, esta é uma revolução. Sem TR e sem IPCA. Por que que isso é tão importante? Você vai poder contratar o crédito imobiliário de 30, 35 anos, e saber quanto que você vai pagar pelos próximos 30 a 35 anos", afirmou o presidente do banco.

Guimarães conversou com jornalistas após sair de uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Palácio do Planalto.

Segundo o dirigente da Caixa, o banco vai manter a política de repassar aos clientes as reduções promovidas pelo Banco Central na taxa básica de juros do país, a taxa Selic.

"Qualquer redução no Banco Central implica em redução tanto no cheque especial, quanto no rotativo do cartão, no CDC e no crédito imobiliário", afirmou o executivo.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.

Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.

Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Caixa lança nova opção de crédito imobiliário

Band News