PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Inflação fica em 0,25% em fevereiro, a menor para o mês desde 2000

Do UOL, em São Paulo

11/03/2020 09h01

A inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) fechou fevereiro em 0,25%, o menor resultado para o mês desde 2000, quando o índice foi de 0,13%. O número foi divulgado hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A inflação de fevereiro ficou acima da taxa de janeiro, de 0,21%. No acumulado do ano, o índice o acumula 0,46% e, nos últimos 12 meses, registrou 4,01%.

Volta às aulas aumenta preços

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, cinco apresentaram alta em fevereiro em relação ao mês anterior. O principal destaque é o grupo educação, que apresentou a maior variação (3,7%) e o maior impacto (0,23 ponto percentual) no índice do mês. A alta foi puxada pelos reajustes praticados no início do ano letivo, especialmente referentes aos cursos regulares (4,42%).

É comum a educação ter o maior impacto no mês de fevereiro, que é quando ocorrem os reajustes de mensalidade no início do ano letivo.
Pedro Kislanov, gerente de Índice de Preços do IBGE

Preço da carne baixou

A inflação do grupo alimentação e bebidas desacelerou para 0,11%, afetada novamente pela queda nos preços das carnes (-3,53%), que já haviam recuado 4,03% em janeiro.

A alimentação fora de casa (0,22%) também desacelerou em relação a janeiro (0,82%).

Gasolina mais barata, transporte público mais caro

O grupo transportes (-0,23%) apresentou deflação em fevereiro, após alta de 0,32% em janeiro. A gasolina (-0,72%) e as passagens aéreas (-6,85%) foram os maiores impactos negativos no grupo —elas compensaram a alta em diversas modalidades de transporte público, como os ônibus urbanos (0,36%), os ônibus intermunicipais (1,95%), os trens (0,87%) e o metrô (0,55%).

O grupo habitação (-0,39%) registrou deflação em fevereiro, após alta de 0,55% no mês anterior. A queda foi puxada principalmente pelo item energia elétrica (-1,71%).

A inflação no item correio (17,3%) foi o que mais puxou a alta de preços na comunicação (0,21%).

Só Rio teve queda de preços

Apenas a região metropolitana do Rio de Janeiro (-0,02%) teve deflação em fevereiro. O resultado foi influenciado principalmente pela queda nos preços das carnes (-8,39%).

A maior inflação entre as 17 regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE ficou com Fortaleza (0,80%), por conta da alta nos cursos regulares (5,86%).

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Por que a inflação no nosso bolso parece maior do que a inflação oficial?

UOL Notícias