PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

'Abastecimento está razoavelmente tranquilo', diz ministra da Agricultura

Prateleira de arroz vazia no supermercado Dia, em São Paulo - Lucas Borges Teixeira/UOL
Prateleira de arroz vazia no supermercado Dia, em São Paulo Imagem: Lucas Borges Teixeira/UOL

Do UOL, em São Paulo

01/04/2020 17h14

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou na tarde de hoje que o abastecimento do país "está razoavelmente tranquilo" em meio à pandemia de coronavírus. A declaração foi dada durante a entrevista coletiva interministerial para informar sobre atualizações da covid-19 no Brasil.

"Em todas as capitais e todas as cidades não temos nenhuma notícia de que esteja faltando qualquer tipo de alimento nas prateleiras de supermercados, das vendas", disse Tereza Cristina.

A ministra afirmou que a pasta está em contato com pequenos produtores, os mais prejudicados em função da crise, segundo ela. Ainda, acrescentou que eventuais demoras no abastecimento se devem a dificuldades de logística e transporte.

Fake news de desabastecimento

A declaração da ministra ocorre no mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) divulgou notícias falsas a respeito de desabastecimento na Ceasa (Central de Abastecimento) de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. O mandatário publicou um vídeo em redes sociais com um relato de suposta falta de abastecimento no local, e apagou algumas horas depois.

"Esse video foi feito ontem à tarde, quando a Ceasa de Belo Horizonte estava tendo sua higienização", disse a ministra durante a coletiva, reiterando que não há risco de desabastecimento.

"Nossa preocupação é com os pequenos produtores, como vamos atendê-los. Porque eles têm que produzir e por causa dessa situação, das pessoas ficarem em casa, mudou-se o hábito da alimentação fora de casa. Esses pequenos produtores têm o produto, mas muitas vezes não conseguem vender esses produtos como faziam antes da crise do coronavírus", completou.

O UOL esteve na Ceasa hoje e verificou que o funcionamento do local ocorre normalmente.

A publicação de Bolsonaro surge num momento em que há corrida da população aos supermercados para estocar mantimentos em casa, por temor de problemas com abastecimento em função do coronavírus. No entanto, associações como a Apas (Associação Paulista de Supermercados) divulgam relatórios constantes afirmando não haver problemas com a entrega de produtos aos mercados e reforçando vigilância sobre aumento de preços.

Economia