PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

1º de Maio virtual tem Lula, FHC, Ciro, Roger Waters e Odair José

Em 2019, milhares se reuniram no centro de São Paulo para o Dia do Trabalhador - SEBASTIÃO MOREIRA/EPA
Em 2019, milhares se reuniram no centro de São Paulo para o Dia do Trabalhador Imagem: SEBASTIÃO MOREIRA/EPA

Filipe Andretta

Do UOL, em São Paulo

01/05/2020 04h00

O Dia do Trabalhador organizado por centrais sindicais nesta sexta-feira será bem diferente do 1º de Maio do ano passado, quando milhares de pessoas se reuniram no centro de São Paulo e protestaram contra a reforma da Previdência.

O palanque marcado para as 11h30 de hoje será virtual, com a presença de figuras de diferentes campos políticos, como os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso. Também são esperados Ciro Gomes (PDT-CE) e Flávio Dino (PCdoB-MA), governador do Maranhão.

dia do trabalhador - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

A programação também promete atrações musicais como Roger Waters (ex Pink Floyd), Zélia Duncan, Otto, Leci Brandão, Chico César e Odair José. De acordo com a organização, haverá ainda representantes de diferentes religiões..

Crise e impeachment em pauta

As centrais sindicais se manifestam contra medidas do governo federal que consideram violações aos direitos dos trabalhadores. Dentre elas, a MP 936, que permitiu a redução de salário e jornada durante a pandemia, mesmo sem o aval de sindicatos.

Lideranças sindicais ainda se opõem à forma como Jair Bolsonaro (sem partido) tem conduzido o país nesta crise de saúde pública. A CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) afirma que o presidente é "insensível diante da tragédia de milhares de mortes e infectados" e que "a burocracia oficial retarda a aplicação do benefício da renda mínima e expõe a população a longas e desumanas filas para receber o seu benefício emergencial".

Há entre as entidades organizadoras uma forte oposição ao governo federal, com apoio a pedidos de impeachment do presidente. "A luta, que é também pela democracia e por um projeto de nação, pressupõe o fim do governo de Jair Bolsonaro e se traduz no 'Fora, Bolsonaro!', declarou a CUT (Central Única dos Trabalhadores).

Como assistir

Batizado "1º de Maio solidário: um novo mundo é possível", o evento está programado para começar às 11h30, com transmissão pelo Canal Rede TVT no YouTube ou na página de Facebook das centrais sindicais.

O canal 512 da operadora NET também transmite. Na região da cidade de São Paulo, o evento terá transmissão na TV aberta pelo canal 44.1.