PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Auxílio de R$ 600 parado em conta digital por 90 dias voltará para governo

CAIO ROCHA/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: CAIO ROCHA/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

07/05/2020 16h11

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou que o beneficiário que receber o auxílio emergencial de R$ 600 em poupança digital da Caixa deve movimentar o dinheiro em até 90 dias, ou o dinheiro voltará para o governo.

"Em até 90 dias, se esse dinheiro não for utilizado, será devolvido para o governo", afirmou Guimarães, durante entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (6). "Ou a pessoa utiliza, ou ela pode fazer também uma transferência para uma outra conta. Nesse intervalo de 90 dias, o dinheiro fica depositado na conta à disposição do beneficiário."

O Ministério da Economia afirma que, mesmo se o dinheiro retornar ao governo após esse período, o beneficiário continua com direito a receber o valor, de acordo com a "Folha". Porém, não fica claro como isso seria feito.

A poupança digital da Caixa é aberta automaticamente quando a pessoa faz a inscrição por meio do aplicativo Caixa Auxílio Emergencial (para sistema Android e iOS), ou pelo site do banco. Ela também tem a opção de indicar alguma outra conta que já tenha em seu nome para que o depósito seja feito diretamente nela.

Se optar por receber na poupança digital da Caixa, o beneficiário pode sacar o dinheiro nas agências do banco ou lotéricas, ou usar o aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS) para fazer pagamentos, como boletos e contas de água, luz ou telefone, transferências ilimitadas entre contas da Caixa ou realizar gratuitamente até três transferências para outros bancos a cada mês, pelos próximos 90 dias.