PUBLICIDADE
IPCA
0,36 Jul.2020
Topo

Quem recebeu 1ª parcela do auxílio após 30 de abril só receberá 2ª em junho

8.mai.2020 - Funcionária auxilia cliente na porta da agência da Caixa Econômica Federal em Taboão da Serra, na Grande São Paulo - Mister Shadow/ASI/Estadão Conteúdo
8.mai.2020 - Funcionária auxilia cliente na porta da agência da Caixa Econômica Federal em Taboão da Serra, na Grande São Paulo Imagem: Mister Shadow/ASI/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

19/05/2020 15h36Atualizada em 19/05/2020 16h43

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou hoje que os beneficiários que receberam a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 apenas depois de 30 de abril só receberão a segunda em junho.

"Quem está recebendo a primeira parcela agora não irá receber a segunda parcela [agora], então deve esperar cerca de um mês. Este calendário da segunda parcela de que vamos falar agora não se aplica a quem ainda está recebendo, nos próximos dias, a primeira parcela", explicou Guimarães durante coletiva.

Milhões de brasileiros fizeram o cadastro antes de 30 de abril, mas ainda aguardam a resposta da Caixa e, portanto, não receberam nem a primeira parcela. Para este público, o pagamento da segunda, cujo adiantamento chegou a ser prometido e depois cancelado, vai ser adiado ainda mais.

Pouco antes, o presidente da Caixa também divulgou o calendário do novo lote de pagamentos da primeira parcela do auxílio. Hoje recebem os beneficiários nascidos em janeiro; amanhã, os nascidos em fevereiro —e assim sucessivamente. Confira a distribuição:

  • 19 de maio (hoje): nascidos em janeiro
  • 20 de maio: nascidos em fevereiro
  • 21 de maio: nascidos em março
  • 22 de maio: nascidos em abril
  • 23 de maio (sábado): nascidos em maio, junho e julho
  • 25 de maio: nascidos em agosto
  • 26 de maio: nascidos em setembro
  • 27 de maio: nascidos em outubro
  • 28 de maio: nascidos em novembro
  • 29 de maio: nascidos em dezembro

Assim que forem depositados, os valores estarão automaticamente disponíveis para saque. Em São Paulo e região metropolitana, onde prefeitos decretaram um "megaferiado" nos próximos dias para estimular o isolamento social, as agências da Caixa funcionarão normalmente.

Pagamento da 2ª parcela

Começou ontem o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial para os beneficiários do Bolsa Família com último dígito do NIS igual a 1. Os dois benefícios não serão acumulados: a pessoa recebe apenas o que for de maior valor.

O calendário de pagamento para quem está no Bolsa Família é diferente daquele para quem se inscreveu por meio do aplicativo da Caixa e pelo site ou estava no Cadastro Único do governo federal (CadÚnico).

Para os beneficiários do Bolsa Família, o governo vai liberar o saque da segunda parcela para um grupo diferente por dia, sempre de acordo com o número do NIS. Os últimos a receber serão os com NIS terminado com dígito zero, no dia 29 de maio.