PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Nuvem de gafanhotos segue a 150 km do Rio Grande do Sul, diz secretaria

Do UOL, em São Paulo

25/06/2020 15h06

A nuvem de gafanhotos que se aproxima do Brasil segue estável, a 150 km da fronteira entre a Argentina e o Rio Grande do Sul. A informação foi confirmada pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural.

A distância representa um recuo de 20 km, quando comparada aos números anunciados ontem pelo governo argentino. Segundo as autoridades do país vizinho, o grupo de insetos estava a 130 km da fronteira.

Na madrugada de hoje, o governo federal, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, declarou estado de emergência fitossanitária em áreas produtoras do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. A medida foi publicada no Diário Oficial da União.

Segundo o texto, assinado pela ministra Tereza Cristina, será adotada uma "implementação do plano de supressão da praga e adoção de medidas emergenciais".

Na última segunda-feira (22), autoridades do governo argentino informaram que o grupo de gafanhotos levantou voo na província de Corrientes e que pode atravessar a fronteira com o Rio Grande do Sul. Segundo essas autoridades, a nuvem de insetos teve origem no Paraguai e vem atravessando o país desde a semana passada.

Em 2017, uma nuvem de gafanhotos também se aproximou do Rio Grande do Sul, mas depois acabou se afastando.

Economia