PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Ações da GAP têm queda após críticas de Kanye West em comício, diz TV

Kanye West fez um comício ontem, na Carolina do Sul; marca do cantor tem parceria com a GAP e com a Adidas - Reprodução
Kanye West fez um comício ontem, na Carolina do Sul; marca do cantor tem parceria com a GAP e com a Adidas Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

20/07/2020 13h42Atualizada em 20/07/2020 13h42

O cantor e empresário Kanye West fez seu primeiro comício eleitoral para a presidência dos Estados Unidos ontem, em Charleston, na Carolina do Sul.

E hoje as falas repercutiram: segundo informações da CNN, as ações da empresa GAP — com a qual Kanye West tem uma parceria da sua marca "Yeezy" — teve uma queda de 6%.

Ontem, Kanye West ameaçou romper a parceria que tem com a GAP e com a Adidas ao se referir sobre a falta de pessoas negras a frente de cargos de poder.

O candidato à Casa Branca disse que não faz parte do conselho de nenhuma dessas empresas. "Isso tem que mudar hoje ou eu vou embora", afirmou.

A GAP tem uma parceria com a marca de Kanye com duração de 10 anos para uma nova linha de roupas, que foi anunciada no mês de junho.

De acordo com a emissora, após uma alta de 16% com o a núncio da linha, a empresa vem enfrentando baixas, com uma queda de 43% nas vendas no primeiro trimestre do ano.

O cantor também se referiu a parceria que tem com a Adidas desde 2015, que "por causa dos royalties de 15%" isso o "transformou em bilionário".

Ele comparou a situação de um possível rompimento com Moisés — personagem bíblico que abandona suas funções ao entender um chamado de Deus.

Kanye fez outras declarações no seu comício, criticando os democratas e apontando ser contra aborto e pílula do dia seguinte.