PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Com auxílio de R$ 600, pobreza extrema é a menor em 44 anos, diz FGV

Filipe Andretta

Do UOL, em São Paulo

28/07/2020 17h33

A distribuição do auxílio emergencial de R$ 600 para metade da população brasileira fez o país registrar em junho a menor taxa de pobreza extrema em 44 anos, segundo levantamento do Ibre/FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas).

De maio para junho, o número de brasileiros vivendo abaixo da linha da pobreza caiu de 8,8 milhões (4,2%) para 6,9 milhões (3,3%. Foram consideradas em situação de pobreza extrema famílias que vivem com menos de R$ 154 mensais por pessoa.

Esse é o critério usado pela ONU (Organização das Nações Unidas), que classifica como pobreza extrema a situação de pessoas com renda familiar per capita abaixo de US$ 1,90 por dia, com uma paridade de poder de compra de 2011. O Ibre atualizou esse número, considerando a inflação acumulada desde então.

O estudo também verificou que a distribuição de auxílio emergencial influenciou na queda taxa da pobreza —que leva em conta quem vive com até US$ 5,50 por dia, o equivalente a R$ 457 por mês.

A quantidade de brasileiros abaixo da linha da pobreza caiu de 50 milhões (23,8%) em maio para 46 milhões (21,7%) em junho.

Dados do IBGE podem variar conforme metodologia

O estudo do IBRE/FGV leva em conta todas as pesquisas domiciliares realizadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatístia) desde 1976. Segundo o pesquisador da FGV Daniel Duque, foi a partir deste ano que os levantamentos começaram a ter regularidade e semelhança com os métodos adotados até hoje.

Ainda assim, a conclusão do estudo é uma estimativa, pois a diferença de metodologia em cada pesquisa interfere nos resultados.

Em maio e junho, a base de dados do estudo foi a Pnad Covid-19, pesquisa realizada pelo IBGE por telefone em mais de 190 mil domicílios por mês durante a pandemia. Para meses e anos anteriores, os dados vieram da Pnad Contínua ou da Pnad, também feitas pelo IBGE, mas com metodologias diferentes.

Apesar da variação, Duque considera seguro afirmar que o país chegou ao menor nível de pobreza extrema em junho graças ao alcance do auxílio emergencial.