PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Brasil chega a 238 bilionários em 2020; fortuna total é quase PIB do Chile

Alexandre Behring, um dos sócios e fundadores da 3G Capital, é um dos novos bilionários da "Forbes" - Getty Images
Alexandre Behring, um dos sócios e fundadores da 3G Capital, é um dos novos bilionários da "Forbes" Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

21/09/2020 13h12

Do ano passado para cá, mais 33 brasileiros se tornaram bilionários e entraram para a lista dos mais ricos do país da revista "Forbes Brasil". Ao todo, o ranking de bilionários brasileiros em 2020 tem 238 nomes.

As fortunas desses bilionários, somadas, chegam a R$ 1,6 trilhão, alta de 33% em relação à soma do ano passado. O valor é quase igual ao PIB (Produto Interno Bruto) do Chile, que foi de R$ 1,63 trilhão (US$ 298,2 bilhões) em 2018, segundos os dados mais recentes do Banco Mundial.

De acordo com a revista, a maioria dos novos bilionários brasileiros conseguiu sua fortuna no mercado de ações, seja pela oferta inicial de papéis (IPO) de suas empresas na Bolsa, seja pela disparada da cotação das companhias das quais são acionistas.

O aumento no número de bilionários também teve um impulso da fabricante de motores Weg. São dez novos bilionários ligados à empresa —os estreantes na lista herdaram participações acionárias deixadas pelos fundadores, Werner Ricardo Voigt, Eggon João da Silva e Geraldo Werninghaus.

Sócio de Lemann é melhor estreante

O estreante mais bem posicionado é o investidor Alexandre Behring da Costa, cofundador do fundo de investimentos 3G Capital, que aparece na sexta posição, com fortuna estimada em R$ 34,32 bilhões. Ele também é presidente do conselho da administração da gigante alimentícia Kraft Heinz e copresidente da mesa da Restaurant Brands International, dona das redes de fast food Burger King, Popeyes e Tim Hortons.

O top dez dos bilionários apresenta outro nome pela primeira vez: o empresário maranhense Ilson Mateus Rodrigues, na nona colocação, com um patrimônio estimado em R$ 20 bilhões. Ele é presidente e principal acionista do Grupo Mateus, rede de varejo que tem 137 lojas físicas em 54 cidades do Norte e do Nordeste.

Safra é o banqueiro mais rico do mundo

Outro fundador do 3G Capital é o empresário Jorge Paulo Lemann, que encabeçava a lista da "Forbes" desde 2013, quando desbancou Eike Batista. Neste ano, porém, ele aparece em segundo lugar, após perder o posto para o banqueiro Joseph Safra, dono do Banco Safra.

Além de ser a pessoa mais rica do Brasil, com patrimônio estimado em R$ 119,08 bilhões, Safra é também o banqueiro mais rico do mundo, de acordo com a revista.

Luiza Trajano, dona do Magalu, aparece como a mulher mais rica do Brasil, ocupando a oitava posição do top dez. Ela subiu 16 posições na lista, depois que seu patrimônio cresceu 181% no último ano.

Nomes do varejo, do setor financeiro e de investimentos dominam as primeiras dez posições.

*Com Estadão Conteúdo