PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

União arranjada de Bolsonaro e Guedes ficou pesada, diz ex-presidente do BC

Gustavo Franco disse que Bolsonaro é pior do que se imaginava - Reprodução/TV Cultura
Gustavo Franco disse que Bolsonaro é pior do que se imaginava Imagem: Reprodução/TV Cultura

Do UOL, em São Paulo

23/03/2021 00h03

O ex-presidente do Banco Central Gustavo Franco falou hoje que acredita que a relação entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, mudou com a pandemia de covid-19 tornou mais pesada.

Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, Franco interpreta que Guedes cumpre hoje a função de levar mais racionalidade ao governo Bolsonaro. "Se ele sair, quem vai para lá cumprir uma cadeira com todos os poderes? Um bolsonarista raiz? Vamos deixar o Paulo quieto", ponderou.

O ex-presidente do Banco Central definiu que o presidente e o ministro viviam inicialmente em um "casamento arranjado", uma vez que Guedes teria entrado na campanha de Bolsonaro para viabilizar o projeto político dele, vestindo-o com o que chamou de uma "bolsa de grife liberal".

Ele inclusive justificou que a candidatura de Bolsonaro recebeu apoio do mercado financeiro porque não era possível saber como ele agiria em relação à economia. "No começo tinha um pouquinho uma ideia de coalizão dentro do governo. Esse personagem Paulo Guedes, liberal de carteirinha, cuja presença no governo teria sido importante para a eleição do presidente", disse.

Franco sustentou que a ideia que se fazia sobre Paulo Guedes não era uma ilusão, uma vez que o ministro continua no governo. No entanto, afirmou que a força dele não foi suficiente para avançar na pauta econômica como se imaginava. "Bolsonaro era pior do que a gente imaginava, não teve como as reformas avançarem", definiu.

"Acho que no futuro vão escrever muitos tratados de psicologia e sociologia e outras ciências mais exóticas sobre o relacionamento entre Paulo Guedes e o presidente. Uma das grandes complexidades dessa presidência", disse ainda Gustavo Franco.

Gustavo Franco foi presidente do Banco Central de 1997 a 1999. Ele também foi secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda durante o governo de Itamar Franco, tendo participado da elaboração e implementação do Plano Real.

UOL Economia+ fará evento para quem quer investir

Entre 23 e 25 de março, o UOL Economia+ e a casa de análises Levante Ideias de Investimento realizarão evento online gratuito. O economista Felipe Bevilacqua, analista certificado e gestor especialista da Levante, comandará três grandes aulas para explicar ao leitor do UOL como assumir as rédeas do próprio dinheiro.

O evento é gratuito para todos os leitores UOL. Garanta o seu lugar no evento aqui.

Ao clicar em “Enviar”, você concorda com a Política de Privacidade do Grupo UOL e aceita receber e-mails de produtos e serviços do Grupo UOL e demais empresas integrantes de seu grupo econômico. O Grupo UOL utiliza as informações fornecidas para entrar em contato ofertando produtos e serviços. Você pode deixar de receber essas comunicações quando quiser.