PUBLICIDADE
IPCA
+0,31 Abr.2021
Topo

Vilã da inflação, gasolina chega a R$ 6,17; veja preços por estado

Gasolina subiu 22% entre dezembro e março, segundo a Ticket Log - Gabriel Herdina/Agência F8/Estadão Conteúdo
Gasolina subiu 22% entre dezembro e março, segundo a Ticket Log Imagem: Gabriel Herdina/Agência F8/Estadão Conteúdo

Giulia Fontes

Do UOL, em São Paulo

09/04/2021 16h08

O preço médio da gasolina passou dos R$ 5,50 em 20 estados e no Distrito Federal em março, segundo dados do IPTL (Índice de Preços Ticket Log). O Acre e o Rio de Janeiro continuam sendo os estados com preço mais alto: as médias foram de R$ 6,17 e R$ 6,13, respectivamente. Nas primeiras semanas do mês passado, a média de preço era de R$ 6,07 no Acre e de R$ 6,03 no Rio de Janeiro.

Em São Paulo, a média do preço do litro da gasolina foi uma das menores em março, de R$ 5,32. A gasolina mais barata foi vendida no Amapá (R$ 5,29).

Etanol e gasolina subiram mais de 20% entre dezembro e março

De acordo com o levantamento da Ticket Log, o litro da gasolina teve aumento de 12,06% no preço em março na comparação com fevereiro, considerando os valores cobrados em todo o país. A média do preço da gasolina no Brasil foi de R$ 5,72 em março.

O preço médio do etanol teve aumento ainda maior em março, de 17,97%, na comparação com fevereiro. Levando em conta os preços de todo o país, a média foi de R$ 4,60 por litro de etanol.

Comparando os preços de março com os que eram cobrados em dezembro, a Ticket Log aponta que a gasolina teve aumento de 22% no valor médio por litro. Para o etanol, a alta no preço foi de 24%.

A Ticket Log, empresa da Edenred Brasil, calcula os dados com base nos abastecimentos realizados em 18 mil postos credenciados. Veja os números para todos os estados:

Diesel sobe menos, mas também fica mais caro

Ainda de acordo com a Ticket Log, o diesel subiu menos que os outros combustíveis. Em março, o litro de diesel comum saiu por uma média de R$ 4,49 nos postos brasileiros - valor 9,39% maior do que o de fevereiro. Comparando o preço médio de dezembro com o de março, a alta foi de 16,8%.

No início de março, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou a isenção de PIS e Cofins sobre o diesel por um período de dois meses. Com o imposto zerado, o desconto por litro é de R$ 0,31.

Desde o início do ano, porém, a Petrobras anunciou sete reajustes no preço do diesel que sai das refinarias: cinco aumentando o preço e dois reduzindo o valor. No fim das contas, o litro do diesel está saindo cerca de R$ 0,60 mais caro agora do que em dezembro do ano passado.

O preço da gasolina que sai das refinarias aumentou R$ 0,75 entre dezembro e março, por conta dos reajustes. Nesta semana, a empresa anunciou aumento de 39% no preço do gás natural, que começa a valer a partir de maio.

Acre também tem o litro do diesel mais caro

No caso do diesel, o Acre também foi o estado que apresentou o maior preço médio em março: R$ 5,34 por litro. O diesel só passou dos R$ 5 em um outro estado, o Amapá (média de R$ 5,08). São Paulo e Rio de Janeiro tiveram preço médio de R$ 4,23 e R$ 4,34, respectivamente.

Alta dos combustíveis pressionou inflação

O aumento no preço dos combustíveis foi o principal fator para o aumento da inflação em março, segundo divulgou nesta sexta (9) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O IPCA (índice de Preços ao Consumidor Amplo) foi de 0,93% e março - o maior valor para o mês desde 2015.

Nas contas do IBGE, a gasolina teve alta de 11,26% em março; o etanol, de 12,59%; e o diesel, de 9,05%.