PUBLICIDADE
IPCA
+0,31 Abr.2021
Topo

Agência do Bradesco é fechada em SC por falta de medidas contra covid

Procon de Florianópolis fecha agência do Bradesco por desrepeitar distanciamento social entre clientes - Kevin David/A7 Press/Folhapress
Procon de Florianópolis fecha agência do Bradesco por desrepeitar distanciamento social entre clientes Imagem: Kevin David/A7 Press/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

12/04/2021 14h38

A Prefeitura de Florianópolis decidiu fechar hoje uma agência do Bradesco pelo descumprimento de decreto que estabelece normas para evitar a transmissão do novo coronavírus. Segundo agentes do Procon e da Vigilância Sanitária, não havia controle de distanciamento mínimo entre os clientes para reduzir o risco de contágio pela covid-19.

A agência, localizada no centro da cidade, também não cumpria o tempo limite de atendimento aos clientes, que aguardavam em fila do lado de fora da agência. O sistema de distribuição de senha também foi ignorado.

Uma lei municipal, de 2015, determina que clientes em agências bancárias de Florianópolis devem ser atendidos em até 15 minutos em dias normais e em até 30 minutos, quando o dia suceder ou anteceder um feriado prolongado. O decreto também prevê a distribuição de senhas para que a espera possa acontecer dentro da agência e sem a formação de fila indiana.

O Bradesco havia sido notificado, na semana passada, sobre o descumprimento das normas, mas, segundo o secretário municipal de Defesa do Cidadão, Gabriel Meurer, não foram identificadas mudanças desde então.

"Após constatarmos as irregularidades na semana passada, emitimos autos de constatação e infração, mas em uma semana nada mudou. A medida cautelar é importante para evitarmos que este desrespeito continue até o banco tomar uma atitude".

O banco recebeu multa de R$ 276 mil e deve manter a agência fechada até apresentar um plano de adequação às normas.

"Por não proteger seus clientes do contágio pela Covid-19, o banco foi multado em R$ 200 mil, com agravante de outros R$ 66.666,66 pela exposição a idosos. Além disso, foi aplicada multa de R$ 10 mil pelo descumprimento das normas do Código de Defesa do Consumidor", explicou a Prefeitura.

Caso não cumpra a medida cautelar e reabra a agência sem um plano de adequação do atendimento, o banco ainda pode ainda sofrer multa diária de R$ 100 mil.

Procurado pelo UOL, o Bradesco ainda não se manifestou sobre o caso.

Ainda segundo o Procon, na semana passada, foram fiscalizadas 13 agências bancárias e todas tinham algum tipo de irregularidade. Os bancos devem prestar esclarecimentos ao órgão nos próximos dias.

No centro de Florianópolis ainda foram fiscalizadas agências da Caixa Econômica Federal, Santander, Itaú e Banco do Brasil.