PUBLICIDADE
IPCA
+0,31 Abr.2021
Topo

Mídia e Marketing

Carrefour diz que multará fornecedor e romperá contrato em caso de racismo

Reprodução
Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/04/2021 16h26

O Carrefour terá uma "cláusula antirracista" em todos os contratos de fornecedores. A novidade foi anunciada hoje (28), durante um evento online que debateu as iniciativas em prol da diversidade racial que rede tem tomado em suas lojas, equipes e fornecedores.

A cláusula aponta que caso o fornecedor apresente uma atitude racista, o contrato será rompido e uma multa será cobrada. Segundo a companhia, a cláusula já vem sendo aplicada em novos contratos desde janeiro. A novidade é que, agora, ela foi estendida a toda base.

A novidade faz parte de uma série de 72 iniciativas que buscam combater a discriminação e inclusão racial. O Carrefour iniciou uma série de ações no país em novembro do ano passado, após o assassinato de João Alberto de Silveira Freitas em uma de suas lojas, em Porto Alegre (RS).

"Promover a diversidade e combater o racismo são questões urgentes. As medidas não são uma prestação de contas. São uma inspiração para sociedade", afirmou Noel Prioux, CEO da empresa, durante o evento.

"O fato que aconteceu em Porto Alegre é um triste exemplo, mas provocou um sentimento de indignação. Basta um só erro para toa a corrente se quebrar. Assumimos a responsabilidade, afastamos responsáveis e reavaliamos processos e treinamentos", disse Noel.

A empresa ainda apresentou novas diretrizes para a segurança interna. Com investimento de mais de R$ 5 milhões, a segurança interna das lojas passou por mudanças como internalização dos agentes de fiscalização e implementação de um novo modelo. Ainda foram apresentados projetos de fomento ao empreendedorismo e apoio a iniciativas de combate ao racismo.

"Não cabe mais racismo na sociedade, não cabe mais racismo no Brasil. Precisamos assumir a linha de frente nesse combate, incentivando mudanças de comportamento. Não basta combater o racismo. Tem que ter comportamento antirracista", declarou o CEO.

Mídia e Marketing