PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Pix soma R$ 1 tri em transações e um terço dos adultos já utilizou sistema

                                 Pix é o sistema de pagamentos instantâneos brasileiro                              -                                 Marcello Casal JrAgência Brasil
Pix é o sistema de pagamentos instantâneos brasileiro Imagem: Marcello Casal JrAgência Brasil

Colaboração para o UOL

14/05/2021 15h51Atualizada em 14/05/2021 16h06

O Pix, sistema de transferências e pagamentos lançado pelo Banco Central, já soma mais de um trilhão de reais em movimentações desde novembro do ano passado, apontou um balanço divulgado pelo BC. Lançado há seis meses, mais de um bilhão de transações foram feitas via Pix e um terço dos brasileiros adultos já utilizou o sistema pelo menos uma vez.

"O Pix em tão pouco tempo já faz parte do dia a dia da população. Sua adoção foi extremamente rápida e vem crescendo ainda mais a cada semana. Um terço da população adulta do Brasil já fez um Pix e o pagamento para empresas está com uma taxa média de crescimento de 57,5% por mês.", avaliou Carlos Eduardo Brandt, chefe adjunto à frente da Gerência de Gestão e Operação do Pix.

Lançado em outubro, mais de 237 mil chaves Pix foram cadastradas, sendo mais de 83 mil de usuários pessoa física. Este número refere-se à contagem feita até o dia 8 de maio.

Em abril, as transações feitas via Pix representaram 81% das transações realizadas no país, enquanto a soma de Doc e Ted representa 19%. No mesmo mês, mais de 321 bilhões de reais foram movimentados com o sistema. Desde novembro, os valores movimentados pelo Pix vêm aumentando mês a mês.

O Banco Central celebrou a adoção rápida do sistema o que "movimentou bastante o mercado, promovendo maior competição". Carlos Eduardo Brandt afirmou também que está trabalhando para novidades ainda este ano, entre elas, a possibilidade de transferência sem necessidade de estar conectado a internet, e as transações utilizando a tecnologia de aproximação.

"Ainda estamos trabalhando em muitas novidades que vão agregar ainda mais conveniência e ampliar o uso do Pix como, por exemplo, o Pix Saque, o Pix Troco, Pix off-line e Pix por aproximação que estarão disponíveis ainda em 2021.", concluiu Brandt.

Pix Cobrança começa hoje

A partir de hoje, bancos e outras instituições financeiras devem oferecer aos clientes o Pix Cobrança. O serviço funciona de forma parecida com o boleto bancário e pode ser acessado por um QR Code.

O QR Code emitido permitirá que os estabelecimentos recebam pagamentos instantâneos em pontos de venda ou comércio eletrônico. O BC também prevê a implentação da utilização do sistema em agendamentos para pagamentos futuros.