PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Quanto custa morar em uma casa como a de Elon Musk, com 36 m²?

Maria Luiza Pereira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/07/2021 04h00

O bilionário Elon Musk, CEO da SpaceX e da Tesla, é o segundo homem mais rico do mundo, ficando atrás apenas de Jeff Bezos, o fundador da gigante do comércio eletrônico Amazon, de acordo com o ranking feito pela Forbes, em 2021.

Apesar de sua fortuna ser estimada em US$ 160,6 bilhões, o excêntrico empresário se mudou recentemente para uma casa pré-fabricada de apenas 36 metros quadrados com a sua esposa, a cantora Grimes, e seu filho mais novo, X Æ A-XII.

Musk publicou em sua página do Twitter que tinha alugado a casa, cujo valor é de "somente" US$ 50 mil (R$ 260 mil). Criado pela startup americana Boxabl, o modelo Casita, o escolhido por Musk, tem uma cozinha, banheiro, sala de estar e quarto.

A casa minimalista está localizada nas instalações de teste da SpaceX, empresa espacial criada por Musk, na cidade de Boca Chica, no sul do Texas.

O empresário revelou que instalou melhorias na casa que provavelmente a fariam valer cerca de US$ 69 mil (R$ 340 mil).

Em 2020, Musk já havia anunciado que venderia quase todos os seus imóveis para ter uma vida simples e sem luxos. O bilionário se desfez de, ao menos, seis imóveis desde o ano passado.

Casa da Boxabl, empresa baseada em Las Vegas, Nevada, e responsável pelo projeto da nova casa de Elon Musk - Divulgação - Divulgação
Casa da Boxabl, empresa baseada em Las Vegas, Nevada, e responsável pelo projeto da nova casa de Elon Musk
Imagem: Divulgação

Qual o diferencial dessa casa?

O grande diferencial de uma casa como a escolhida pelo bilionário é que as residências podem ser construídas em apenas um dia. Elas são pré-fabricadas, entregues em uma caixa parecida com um contêiner e a instalação é feita rapidamente.

A Boxabl, empresa baseada em Las Vegas, Nevada, e responsável pelo projeto, tem o intuito de construir imóveis de baixo custo e de produção em massa. De acordo com informações fornecidas pela própria startup, a Boxabl está trabalhando para criar novos modelos além do Casita e que sejam mais acessíveis a todos.

Casa de 36 metros quadrados da Boxabl, empresa baseada em Las Vegas, Nevada, e responsável pelo projeto da nova casa de Elon Musk - Divulgação - Divulgação
Casita de 36 metros quadrados da Boxabl, modelo escolhido pelo bilionário
Imagem: Divulgação

É possível morar em uma Boxabl Casita no Brasil?

Sim, é possível ter uma "Casita" para chamar de sua. A Boxabl envia o modelo para todo o mundo, basta você pagar pelo envio. Um orçamento aproximado fornecido pela empresa é de US$ 2 a US$ 4 por milha de frete, a partir de Las Vegas.

Segundo um levantamento feito pelo UOL Economia, um morador de São Paulo gastaria de US$ 12.149 a US$ 24.298 pelo frete de uma Casita para a cidade. Ou seja, de R$ 63 mil a R$ 127 mil. Além disso, há uma fila de espera para fechar um projeto com a empresa.

Outra alternativa para ter a própria casa pré-fabricada é orçando um projeto com a empresa brasileira TecVerde. Segundo Caio Bonatto, fundador e sócio da construtora, a TecVerde foi criada em 2009 com uma tecnologia muito parecida com a da Boxabl e também tem o objetivo de tornar o setor da construção mais industrializado e sustentável.

E quanto o brasileiro precisaria gastar para ter esse imóvel? Pela TecVerde, cada m² custa de R$ 2.400 a R$ 3.500, ou seja, uma casa do mesmo tamanho que a do Elon Musk, de 36 m², sairia entre R$ 86,4 mil a R$ 126 mil.

"A TecVerde tem duas formas de entregar imóveis. A primeira, é transportando painéis até a obra, com as paredes já prontas, incluindo janelas, instalações elétricas e hidráulicas. Na obra, só se faz a montagem e os acabamentos finos dessas peças. Dessa forma, é possível montar uma casa em uma hora e deixá-la totalmente finalizada para o morador em questão de dois dias a uma semana", declara Bonatto.

"A segunda forma é a entrega 3D. Neste modelo, a casa já é transportada pronta por um caminhão e é depositada no terreno do cliente. A tendência desse produto é ter uma velocidade ainda maior, porque a instalação é imediata e o morador consegue usar o imóvel praticamente na hora. Mas esta forma é 15% mais cara que a primeira, devido aos custos logísticos", disse o fundador.

De acordo com a TecVerde, uma casa pré-fabricada não tem limitação nenhuma em relação à construção tradicional, porque são obrigadas a atender uma norma de empenho que certifica a qualidade dos imóveis, ou seja, um imóvel construído com essa tecnologia precisa ter materiais duráveis e sobreviver a impactos, fogo e vento, assim como uma casa comum.

Em termos de arquitetura, Bonatto afirma que a tecnologia da TecVerde permite atender a qualquer tipo de estrutura, mas o que muda de fato é o custo. "Quanto mais arrojada e diferenciada a arquitetura, soluções mais caras terão que ser usadas. Mas não há nenhuma limitação arquitetônica."

Um dos modelos de casa pré-fabricada TecVerde, empresa brasileira - Divulgação - Divulgação
Um dos modelos de casa pré-fabricada TecVerde, empresa brasileira
Imagem: Divulgação

Esse tipo de moradia pode se tornar popular?

A ideia é essa. A própria TecVerde tem uma parceria com loteadores de todo o Brasil chamada TecHome, em que oferece a solução completa para o futuro morador: casa e financiamento.

"No Brasil, o grande gargalo do acesso à moradia é o financiamento. Nós conseguimos unir a tecnologia construtiva e o financiamento imobiliário, para permitir que famílias comprem uma casa quase como se comprassem um carro", afirmou Caio Bonatto.

O cliente pode escolher a casa pela internet, e, após a aprovação de crédito e do projeto pela prefeitura serem concluídos, o imóvel é entregue em poucas semanas. "Já temos parceiros loteadores de grande porte principalmente na região sul, sudeste e centro-oeste, mas também nas outras partes do país", disse.