PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Governo escala Sérgio Mallandro para convencer brasileiros a poupar energia

Do UOL, em São Paulo

17/09/2021 13h28

O Ministério de Minas e Energia escalou o humorista Sérgio Mallandro para protagonizar uma campanha para conscientizar a população sobre a crise hídrica e convencê-la a economizar energia elétrica.

Na propaganda, ele aparece colocando roupas e acessórios dentro de uma máquina de lavar, com o semblante sério. O humorista tira os óculos escuros e fala para a câmera: "Tava esperando uma piada, né? Mas não vai ter. O Brasil está sofrendo muito com a falta de chuva, o nível dos reservatórios está muito baixo. Produzir energia fica mais caro e mais difícil".

Ele pede que as pessoas acumulem roupas antes de lavar e passar e, por fim, diz: "Energia: se desperdiçar, vai faltar".

No início do mês, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse ser "difícil prever o futuro" ao ser questionado sobre a possibilidade de risco de racionamento.

No final de agosto, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) anunciou a criação de uma nova bandeira para a conta de luz, chamada de bandeira de escassez hídrica. A taxa tem o valor de R$ 14,20 por 100 kWh e começou a ser aplicada à conta de luz em 1º de setembro.

Na última terça-feira (14), Albuquerque afirmou que ainda não há previsão do fim da bandeira de escassez hídrica.

"Não há data determinada para isso terminar. Nós trabalhamos com planejamento, metodologia, mas estamos vivendo uma crise hídrica que mês a mês as afluentes são menores, e isso tira a previsibilidade de quando essa crise vai acabar", disse ele em entrevista ao programa Opinião no Ar, da RedeTV.

Quando a bandeira foi anunciada, a pasta previa que ela ficasse em vigor até 30 de abril de 2022.

PUBLICIDADE