PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Em meio à debandada na Economia, Bolsonaro mantém Guedes no governo

Colaboração para o UOL, em Brasília

21/10/2021 21h54

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje, em entrevista à CNN Brasil, que o ministro Paulo Guedes continuará no governo. O comentário foi feito horas após a saída de quatro secretários do Ministério da Economia.

Ele disse ainda que a prioridade agora é dar continuidade à agenda de reformas econômicas em pauta no Congresso. "Defendemos as reformas que estão andando no Congresso Nacional, esse é o objetivo", afirmou Bolsonaro. O presidente confirmou também a criação de um auxílio aos caminhoneiros, anunciado nesta manhã em evento no Nordeste.

Bolsonaro afirmou que todos os passos estão sendo feito com responsabilidade, mas novamente não explicou de onde virão os recursos para arcar com a promessa de garantir o Auxílio Brasil no valor de R$ 400. O programa é um substitutivo do Bolsa Família.

Saídas da equipe econômica

O secretário do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e mais três auxiliares do ministro Paulo Guedes pediram demissão. Além de Funchal, pediram exoneração o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt; a secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas; e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo.

PUBLICIDADE