PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Preço médio da comida em restaurante self-service de SP supera R$60 o quilo

Fila de restaurante self-service  - Getty Images
Fila de restaurante self-service Imagem: Getty Images

Colaboração para o UOL

08/12/2021 19h50

O Núcleo de Pesquisas da Escola de Proteção e Defesa do Consumidor do Procon-SP realizou, em parceria com o Dieese, um acompanhamento dos preços médios praticados pelos restaurantes do município de São Paulo, setor bastante frequentado pelos consumidores. No estudo, se verificou que o preço médio da comida em restaurantes self-service por quilo está em R$ 61,15.

O levantamento foi feito em outubro com 350 restaurantes. Além do self-service por quilo, constatou que nas refeições self-service de preço fixo, o preço médio chega a R$ 36,88.

Com base em outra pesquisa de janeiro de 2020 sobre os preços do self-service por quilo e preço fixo na capital paulista, o estudo mostrou que, devido às várias limitações impostas à livre circulação de pessoas e ao funcionamento dos comércios, muitos restaurantes encerraram suas atividades e, outros, para conseguir manter seus rendimentos, buscaram novas soluções para o negócio. Uma das mais aplicadas foi fazer mudanças na forma de comercialização de suas refeições, como entrega de pratos prontos e congelados ou marmitas fit.

Variação nos preços

Na comparação dos preços praticados em janeiro de 2020 e em outubro de 2021 - feita entre os estabelecimentos comuns entre as duas pesquisas, um total de 146 locais que vendiam pelo sistema self-service por quilo- verificou-se uma alta de 12,32%. O preço médio da refeição self-service por quilo, em janeiro de 2020, era de R$ 55,83 e, em outubro de 2021, passou para R$ 62,71 .

Já o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do IBGE para a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) para o mesmo período, referente à alimentação fora do domicílio, acumulou variação positiva de 12,1%. No entanto, a variação acumulada dos alimentos no domicílio calculada pelo INPC-IBGE para RMSP foi de 27,7%, entre janeiro de 2020 a outubro de 2021.

PUBLICIDADE