PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Mesmo com crise, brasileiros aumentam consumo de chocolates e antiácidos

De acordo com o levantamento, o consumo de chocolate cresceu em quase todas as regiões do país - Getty Images/Science Photo Libra
De acordo com o levantamento, o consumo de chocolate cresceu em quase todas as regiões do país Imagem: Getty Images/Science Photo Libra

Do UOL, em São Paulo

09/12/2021 19h20

O consumo de chocolates e antiácidos tiveram crescimento acentuado entre janeiro e setembro deste ano, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Os dados são da pesquisa "Consumer Insights", da Kantar.

De acordo com o levantamento, o consumo de chocolate cresceu em quase todas as regiões do país — a exceção ficou para o estado de São Paulo. Este foi o bem com maior alta de consumo entre as classe D e E, com um aumento de 7,9 pontos percentuais.

Além disso, a importância em valor do consumo de chocolates e biscoitos. Para os analistas da Kantar, isso se deve a uma maior busca por praticidade e indulgência.

Já entre os produtos farmacêuticos, o destaque fica com os antiácidos. O consumo do medicamento teve uma forte queda na segundo trimestre de 2020, que engloba os primeiros meses da pandemia de covid-19, e agora cresce vertiginosamente.

Este ano, os antiácidos passaram ser comprados por 429.000 de novos lares. Para os especialistas, isso se deve provavelmente a questões de saúde mental, como gastrite provocada pela ansiedade.

O estudo "Consumer Insights" mostra que o avanço da vacinação coincide com o avanço do consumo dentro e fora de casa. O crescimento se deu principalmente na população de 18 a 29 anos, das classes A e B e em restaurantes, pratos e refeições.