PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Mídia e Marketing

Coletivo lista 30 nomes que lutaram por mudanças na comunicação em 2021

Bruna Bento/Divulgação
Imagem: Bruna Bento/Divulgação

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/12/2021 10h36

O coletivo Papel & Caneta publicou ontem (14) a 5ª edição de sua lista anual com os nomes das pessoas lutaram por mudanças na indústria brasileira de comunicação e marketing em 2021.

De um grupo de mídia independente a uma agência de publicidade formada apenas por profissionais negros, a lista pretende celebrar quem "criou iniciativas e projetos independentes para iluminar uma mudança coletiva".

Como nos outros anos, a lista tem 30 nomes. O coletivo destaca que a escolha "não é feita com base em prêmios e nem posts no Linkedin", nem para "alimentar o vício de competir".

"A lista é feita para unir pessoas que deram vida a iniciativas independentes ao longo do ano. Se você não consegue lembrar de projetos de mudança que marcaram 2021, essa lista é um lembrete. Se você quer se inspirar para fazer algo por conta própria, essa lista vai ajudar", diz André Chaves, idealizador do Papel & Caneta.

"Estar na lista tem o valor do reconhecimento do trabalho, mas significa, sobretudo, que o caminho é esse e que tem muita gente boa caminhando para o mesmo lado", declara Juliana Petermann, professora da Universidade Federal de Santa Maria.

Juliana é idealizadora do 50/50, programa que ela criou em 2017 para unir professoras e alunas de graduação e pós-graduação como forma de debater sobre equidade de gênero na publicidade através de rodas de conversas, oficinas e palestras.

Papel - Helena Yoshioka/Divulgação - Helena Yoshioka/Divulgação
Este ano, antes da lista ser divulgada, escolhidos se encontraram em evento para trocar experiências
Imagem: Helena Yoshioka/Divulgação

Este ano, antes dos nomes serem divulgados, todas as pessoas foram convidadas para se conhecer e compartilhar suas histórias, transformando o que até então seria apenas uma lista em um "espaço de troca". O projeto tem apoio da empresa Flagcx.

Confira a lista completa —as iniciativas estão detalhadas numa página do Papel & Caneta:

  • Pedro Bonn, empresário da dupla YOÙN e fundador da AUR
  • Yago Freitas e Stella Gafo, idealizadores do projeto Soma, da agência AKQA
  • Gabriela de Paula e Camila Tuon, artistas visuais fundadoras do selo CeGê
  • Leo Ribeiro e Yudi Nakaoka, fundadores do programa Crias do Plan
  • Paula Sousa, criadora do grupo Mãellennials
  • Priscila Tapajowara e Lívia Kumaruaura, fundadoras do coletivo indígena e produtora Nató
  • Zé Celso Oliveira e Victor Emeka, criadores da The Hiretone Palette
  • Juliana Petermann, idealizadora do 50/50
  • Renan Damascena e Thamara Pinheiro, líderes do hub criativo AUÊ
  • Alan Costa, fundador do coletivo AfroBapho
  • Julio Beltrão, criador da iniciativa Wakanda is Here
  • Nay Mendl, Rosa Caldeira e Well Amorim, fundadores da Maloka Filmes
  • Flora de Carvalho e Dominique Kronemberger, fundadoras da Revista Recorte
  • Felipe Silva, fudandor da agência Gana
  • Luana Protazio, Mariana Moraes e Pryscila Galvão, que lideram o coletivo RPretas
  • Felipe Simi, Edu Zanelato, Ariel Nobre e Bárbara Lima, idealizadores do Observatório da Diversidade na Propaganda.
PUBLICIDADE

Mídia e Marketing