PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Após site sair do ar, BC suspende consulta a R$ 8 bi esquecidos em bancos

O aumento de acessos provocou instabilidade tanto na própria página do SVR quanto nos sites do BC, do Registrato e Minha Vida Financeira - ADRIANO MACHADO
O aumento de acessos provocou instabilidade tanto na própria página do SVR quanto nos sites do BC, do Registrato e Minha Vida Financeira Imagem: ADRIANO MACHADO

Do UOL, em São Paulo

25/01/2022 15h23

Após o site do Banco Central ter saído do ar duas vezes, a instituição decidiu suspender o acesso ao SVR (Sistema Valores a Receber). Segundo o banco, a demanda pelo sistema foi "muito acima da esperada", o que causou o problema.

O aumento de acessos provocou instabilidade tanto na própria página do SVR quanto nos sites do BC, do Registrato e Minha Vida Financeira.

"Estamos trabalhando para que o funcionamento dos sites seja normalizado o mais breve possível e também para o retorno do SVR", informou o Banco Central em nota. "Manteremos o público informado quanto a esses desenvolvimentos e pedimos desculpas pelo transtorno", completa o comunicado.

O Banco Central anunciou a liberação da plataforma onde os clientes podem consultar se têm dinheiro para receber de algum banco ontem à noite. Na manhã de hoje, o site voltou a funcionar com lentidão e instabilidade, mas depois saiu do ar de novo.

Lançada ontem pelo BC, o SVR é um sistema que permite que cidadãos e empresas consultem se têm algum dinheiro "esquecido" a receber em bancos e demais entidades do sistema financeiro.

A consulta das dívidas dos bancos pode ser feita na página "Minha Vida Financeira" apenas usando o CPF ou CNPJ da empresa. Segundo o BC, as informações disponibilizadas no novo serviço são de responsabilidade das próprias instituições, mas o órgão estima que há cerca de R$ 8 bilhões de recursos nesta condição.