PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Mega-Sena: prêmio de R$ 90 milhões rende mais em poupança, CDB ou Tesouro?

Onde renderia mais o prêmio da Mega-Sena? - Reinaldo Canato/UOL
Onde renderia mais o prêmio da Mega-Sena? Imagem: Reinaldo Canato/UOL

Henrique Santiago

Do UOL, em São Paulo

26/03/2022 04h00Atualizada em 29/03/2022 16h27

A Mega-Sena acumulou nesta semana e deve pagar neste sábado (26) um prêmio de cerca de R$ 90 milhões. Quanto essa fortuna pode render durante um mês em títulos públicos ou privados?

O UOL conversou com Jhon Wine, educador financeiro da Dsop e vice-presidente da Abefin (Associação Brasileira de Profissionais de Educação Financeira), que traz opções de investimento em renda fixa que vão além da tradicional poupança. Os cálculos consideram os juros e a inflação de hoje. Se a situação mudar, os ganhos também serão alterados.

O valor do prêmio divulgado pela Caixa já inclui o desconto de 30% da alíquota de Imposto de Renda, ou seja, o vencedor da Mega-Sena receberá os R$ 90 milhões líquidos.

Poupança garante R$ 535 mil ao mês

A caderneta de poupança dificilmente é indicada por especialistas em finanças por ter um retorno financeiro baixo. Sua rentabilidade é de 0,58%, como divulgado pelo BC (Banco Central) na quinta-feira (24). A aplicação de R$ 90 milhões nessa modalidade rende ganhos de R$ 535 mil a cada 30 dias.

Para se ter uma ideia, na última quarta-feira (23), data em que a Mega-Sena acumulou, a poupança rendia 0,6% ao mês.

"A poupança pode ser resgatada a qualquer momento, mas sua rentabilidade é menor", resume.

Tesouro Selic e CDB têm rendimentos parecidos

Títulos públicos do Tesouro Nacional — emitidos pelo governo federal — e de instituições privadas, como bancos, dão mais dinheiro do que a poupança.

O Tesouro Selic, que é uma modalidade atrelada à taxa básica de juros, a Selic, hoje em 11,75%, garante uma renda extra de R$ 662 mil ao mês se o investidor aplicar cada centavo dos R$ 90 milhões. Já o CDB (Certificado de Depósito Bancário) que rende 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) oferece um pouco a mais: R$ 675 mil.

As duas opções têm rendimentos mensais muito semelhantes: o Tesouro Selic atualmente dá retorno de 0,74% e o CDB com 100%, de 0,75%.

Entretanto, há uma diferença entre eles que merece destaque, aponta o especialista.

O governo é obrigado a pagar o investidor, independentemente do valor colocado; já os títulos de CDB são cobertos em até R$ 250 mil pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), uma entidade privada que protege depositantes e investidores no âmbito do Sistema Financeiro Nacional.

Wine destaca, porém, que o risco de um banco quebrar é muito baixo. "A vantagem do Tesouro Selic em relação ao CDB, principalmente para valores grandes, é que a garantia de retorno do governo é maior [do que a de uma instituição financeira]", diz.

Se a taxa de juros está alta, significa que a inflação no Brasil também está em uma curva de ascensão. Atualmente, o indicador está em 10,54% no acumulado de 12 meses.

"O investidor ganha mais nominalmente, mas a inflação está maior. Na prática é quase igual, pois se segue a taxa do mercado", completa.

O Tesouro Direto limita as aplicações mensais a R$ 1 milhão por investidor.

Tesouro IPCA: R$ 932 mil a cada 30 dias

Ainda assim, Wine afirma que a Selic a 11,75% é uma alternativa atraente para títulos com prazos longos, como o Tesouro IPCA. Essa opção está atrelada ao IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação brasileira,

O governo põe à venda opções com datas de vencimento que vão de 2026 a 2055. Com o rendimento atual em 1%, o Tesouro IPCA com resgate em 2055 rende R$ 936 mil por mês.

Desta forma, o Tesouro IPCA é recomendado para investidores que desejam, por exemplo, a compra de uma casa ou carro no futuro — algo muito possível para o ganhador de R$ 90 milhões.

PUBLICIDADE
Errata: o texto foi atualizado
Uma versão anterior deste texto informava incorretamente que a poupança rendia, na quarta-feira (23), R$ 0,60. Na verdade, rendia 0,6% ao mês. A informação foi corrigida.