IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

'Repercepção' e futuro da internet são destaques do SXSW Insights 2022

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/04/2022 08h00

Entender conceitos de Web3 (a próxima fase da internet), metaverso (o 'futuro da tecnologia') e NFTs (novos registros digitais) é um dos maiores desafios do profissional de marketing da atualidade. Os assuntos fizeram parte do macrotema desta edição do festival SXSW (South by Southwest), que aconteceu em março, em Austin, no Texas (EUA).

O evento, realizado desde 1987, é considerado o maior fórum de inovação e economia criativa do mundo. Este ano, recebeu cerca de 20 mil participantes que puderam acompanhar 1.460 palestras e apresentações de assuntos como tecnologia, criatividade, educação, saúde, música, filmes e games.

No SXSW deste ano, falou-se muito em "repercepção": a habilidade de tomar consciência sobre algo novo em meio a informações ou cenários já estabelecidos — ou seja, notar aquilo que outros deixaram passar.

A provocação ganhou forma, principalmente, na voz da futurista Amy Webb, fundadora do Future Today Institute, e ecoou em diversos outros painéis. A capacidade de "reperceber" o que está ao nosso redor pode resultar em criatividade e inovação diante de desafios, regra número 1 dos profissionais de marketing de sucesso.

Tendências precisam influenciar o futuro

"As tendências por si só não são suficientes. Precisamos usá-las para nos ajudar a influenciar o futuro. Lembrem-se de questionar suas suposições sobre como os negócios funcionam. Assim, olharão tendências com mais curiosidade e verão novas oportunidades, novos riscos. Precisamos praticar a repercepção todo dia", disse Amy, em seu painel.

Uma "nova" cultura contemporânea também ditará as regras de relacionamento entre marcas e pessoas. Empresas precisarão ter um maior engajamento cívico, deverão lutar contra vieses inconscientes (e conscientes) de preconceito na sociedade, além de atuarem de forma mais incisiva em relação à criação de cidades inteligentes, ampliação da saúde e moradias.

Além dessas, outras análises estão presentes num relatório especial preparado pela GoAd Media, uma rede de curadoria que conta com jornalistas, designers e pesquisadores. O documento tem patrocínio do UOL e apoio da ABA (Associação Brasileira de Anunciantes).

O relatório destaca ainda outros insights do festival neste ano, relacionados a games e experiências imersivas; economia espacial; varejo & creators economy; mídia & storytelling; emergência climática e saúde & inclusão.

ABA realiza debate

Para comentar os temas, a ABA também realizou ontem (28), de forma virtual, um evento que reuniu nomes que estiveram no festival deste ano. Carolina Braga, head de Planejamento & Insights do UOL e Peter de Albuquerque, head de Cultura & Criatividade da Ambev, deram 6 lições do evento deste ano.

Adriele Sousa, gerente digital da Unilever Brasil; Paula Rizzo, head de inovação da Globo e Thais Passarella, superintendente de Marketing e Comunicação da TecBan, falaram sobre como aplicar os aprendizados do SXSW nas organizações.

Por fim, Adriano Stringhini, diretor de Gestão Corporativa da Sabesp; Eco Moliterno, chief creative officer da Accenture Song e Etienne Du Jardin, cofundadora da Mimo Live Sales, mostraram projetos e ideias brasileiras que estiveram no festival.

Confira as apresentações: