PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Temer defende reforma e rebate Lula: 'Quer volta do imposto sindical'

Ex-presidente Michel Temer (MDB) - Reprodução
Ex-presidente Michel Temer (MDB) Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em Brasília

13/05/2022 18h35

O ex-presidente Michel Temer (MDB) criticou hoje declaração em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que a reforma trabalhista foi feita por pessoas com "mentalidade escravocrata".

"A única intenção do ex-presidente Lula, certa e seguramente, é restabelecer o imposto sindical. Sendo assim, que o diga expressamente e não faça acusações a quem não retirou nenhum direito dos trabalhadores. Nossa reforma trabalhista acrescentou direitos aos trabalhadores brasileiros", afirmou Temer, em entrevista ao Estadão.

Temer mencionou algumas das mudanças aprovadas, como a possibilidade de férias parceladas, o registro formal do trabalho intermitente, o banco de horas e o home office.

"Existiam perto de 17 mil sindicatos no Brasil, enquanto nos Estados Unidos são 130, na Alemanha 8 e na Argentina 91. Os sindicatos são importantes, não há a menor dúvida. Mas eles se tornam mais importantes, mais significativos, com a colaboração espontânea dos trabalhadores", afirmou.

Se eleito, Lula promete revogar parte da reforma, aprovada em 2018, durante o governo Temer.