PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Curado: Privatizar Eletrobras é ato desesperado para mostrar agenda liberal

Colaboração para o UOL

18/05/2022 18h54

Em participação ao UOL News na noite desta quarta-feira (18), a colunista Olga Curado repercutiu a notícia de que o TCU (Tribunal de Contas da União) formou maioria para aprovar o processo de privatização da Eletrobras. Na avaliação de Curado, este é um ato "desesperado" do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) para mostrar uma agenda liberal que tanto prometeu para se eleger.

Conforme informou o jornal Folha de S. Paulo, a decisão faz com que o governo possa abrir mão do controle da maior empresa de energia da América Latina.

Apesar disso, Curado afirma que o setor elétrico é extremamente complexo e, por isso, o processo de privatização pode não ocorrer dentro da "cronologia dos sonhos" esperada pelo governo federal.

Além disso, diz, essa privatização vai chegar no "apagar das luzes" do comando de Bolsonaro, que tentará a reeleição nas eleições de outubro.

"E como esse é um processo de várias etapas, é preciso ouvir especialistas para ver até que ponto isso se consolida de uma forma não reversível até o final do ano", avalia. "Porque já ouvimos declarações de Lula —primeiro lugar nas intenções de voto para o Planalto— sobre uma discussão sobre a reversão de uma eventual privatização [da Eletrobras]."

Do ponto de vista do consumidor, Curado diz acreditar que a privatização não vai gerar benefício nem no curto e nem no médio prazo.