PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Lira diz que vai 'apertar governo' sobre ideia de subsídio para combustível

Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara - Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados
Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara Imagem: Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados

Do UOL, em São Paulo

30/05/2022 21h05

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse que vai "apertar o governo" por uma decisão em relação a um subsídio para combustíveis. Na semana passada, o ministério da Economia se mostrou favorável à medida diante da alta dos preços.

"Nós vamos apertar essa semana o governo para que ele decida por fazer ou não o subsídio para o combustível. É importante, todo mundo está fazendo. Todas as petrolíferas, públicas ou privadas, estão fazendo. Os governos dos países mais avançados estão dando subsídios para a alta dos combustíveis, que é um problema mundial", disse, em entrevista ao Jornal da Record.

A ideia é a concessão de uma bolsa-caminhoneiro, com custo de R$ 1,5 bilhão ainda neste ano. Também está em discussão a concessão de um auxílio para motoristas de táxis e de aplicativos. A avaliação na equipe econômica é de que a concessão desse subsídio é "válida" para que esses profissionais arquem com o custo dos aumentos do óleo diesel anunciados pela Petrobras.

O presidente da Câmara também comentou os projetos relacionados à Petrobras que estão em pauta, e chamou a proposta do deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), que visa aumentar a transparência para a composição de preços praticados pela empresa, de "excelente". Lira também ressaltou que o projeto não interfere na política de preços, e explicou o foco do momento, sugerindo que dividendos da Petrobras sejam usados como fonte para o subsidio.

"Nesse primeiro momento, a gente prefere tratar da divisão de dividendos para que esses dividendos da Petrobras possam, sim, subsidiar a questão dos combustíveis a curtíssimo prazo para o brasileiro", explicou.

* Com informações de Estadão Conteúdo