PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Bolsonaro defende criação de CPI para investigar diretores da Petrobras

Jair Bolsonaro quer investigação contra os diretores e membros do Conselho da Petrobras - Adriano Machado/Reuters
Jair Bolsonaro quer investigação contra os diretores e membros do Conselho da Petrobras Imagem: Adriano Machado/Reuters

Gabriela Vinhal

do UOL, em Brasília

17/06/2022 14h11

Após a Petrobras anunciar novos aumentos nos preços dos combustíveis, o presidente da República Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta sexta-feira (17) que conversou com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e que ele irá propor a líderes partidários a criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a estatal, seus diretores e membros do Conselho.

"Nossa ideia é propor uma CPI para investigar a Petrobras, seus diretores e os membros do Conselho. Queremos saber se tem algo errado nessa conduta deles, porque não é possível se conceder um reajuste com o combustível lá em cima e com os lucros exorbitantes", disse, em entrevista à Rádio 96 FM de Natal.

Bolsonaro criticou os novos aumentos anunciados pela Petrobras de 14,26% para o diesel e 5,18% para a gasolina. Segundo ele, foi uma "traição para com o povo brasileiro", porque a empresa tem que ter também um fim social, "mas só se preocupa com o lucro".

"O lucro da Petrobras é uma coisa que ninguém consegue entender. Ela lucra seis vezes mais que a média que as petrolíferas de todo mundo. As petrolíferas fora do Brasil reduziram seu lucro, mas continuam tendo lucro para, exatamente, atender a população no momento difícil, porque isso tudo é fruto de uma guerra longe do Brasil", completou.

Bolsonaro chegou à Natal um dia após a passagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela cidade. Antes da entrevista, o presidente participou de uma "motociata" com apoiadores e de um evento de lançamento do Programa Internet Brasil, ao lado ministro das Comunicações, Fábio Faria, e de outros aliados, como o ex-ministro e pré-candidato ao Senado Rogério Marinho.

Aumento nos combustíveis

Em nota à imprensa, a Petrobras disse ser "sensível" ao momento pelo qual o Brasil e o mundo passam. "Quando há uma mudança estrutural no patamar de preços globais, é necessário que a Petrobras busque a convergência com os preços de mercado", justifica a estatal. O diesel ficou 39 dias sem reajuste e a gasolina, 99 dias.

O aumento acontece dias após o presidente Jair Bolsonaro afirmar, durante entrevista para o canal do YouTube da jornalista Leda Nagle, que a Petrobras estaria "dando dica" de que planeja aumentar os preços. "Não interessa quanto seja o aumento, já está absurdo o preço dos combustíveis", disse o presidente, que chamou o lucro da empresa de "extorsivo"..