PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Menina da aldeia, lavadora de prato: contadora virou a mais rica da Ucrânia

Filya Zhebrovska, a mulher mais rica da Ucrânia - Reprodução / Ukraine Gate
Filya Zhebrovska, a mulher mais rica da Ucrânia Imagem: Reprodução / Ukraine Gate

Rosália Vasconcelos

Colaboração para o UOL, do Recife

18/06/2022 04h00

No ranking da Forbes que reúne os bilionários do mundo, apenas sete nomes ucranianos, aparecem e nenhum deles é de uma mulher.

No entanto, a mulher mais rica da Ucrânia, mesmo fora dessa lista, se destaca por sua história. Ela se chama Filya Zhebrovska, tem 71 anos, é presidente do conselho fiscal da empresa farmacêutica Farmak e atualmente possui uma fortuna cotada em US$ 333 milhões.

Ela está na posição 33 entre os 100 mais ricos de seu país, incluindo homens e mulheres.

Na lista dos top 50+

Apesar de não figurar entre os bilionários, Zhebrovska não deixou de aparecer na Forbes. Desde o ano passado, a revista criou a categoria 50 Over 50, em que apresenta as mulheres com idade acima de 50 anos mais influentes em seus países.

Ela inclui figuras que despontam com suas ideias e experiências —empreendedoras, empresárias, políticas, cientistas, criadoras etc.

Filya Zhebrovska é a única mulher ucraniana a ser incluída na lista global de mulheres de sucesso nessa categoria.

De uma menina de vilarejo a CEO de farmacêutica

Filya Zhebrovska nasceu na aldeia de Nemyryntsi, Zhytomyr Oblast, na Ucrânia. Jovem, mudou-se para Kiev, onde trabalhou como lavadora de pratos em uma escola de jardim de infância.

Em 1980, começou a trabalhar como contadora na Farmak e, pelo seu bom desempenho na empresa, a cada período galgava cargos melhores. Sua carreira foi meteórica.

Nos anos 90, já era diretora adjunta de economia e finanças, uma espécie de contadora-chefe, e, um ano depois, foi promovida a diretora financeira. Em cinco anos, tornou-se presidente do conselho e CEO da empresa, cargo que ocupou até 2007. Desde então, é presidente do conselho fiscal.

Zhebrovska ajudou a Farmak a se tornar uma das maiores exportadoras de produtos farmacêuticos da Ucrânia.

Sob sua liderança, a empresa foi reorientada da produção de insumos farmacêuticos ativos para a fabricação de produtos acabados em conformidade com padrões internacionais de qualidade. Ela investiu numa plataforma tecnológica inovadora, em produção e pessoal.

Em 2010, a guinada começou a dar resultado e a companhia tornou-se líder da indústria farmacêutica ucraniana. Hoje, a empresa está focada em aumentar sua presença nos mercados europeus.

Segundo disse em entrevistas à imprensa ucraniana, Zhebrovska credita seu sucesso à autodisciplina, ao planejamento e ao controle sobre a execução dos planos feitos.

No início da pandemia, sua fortuna disparou, de acordo com a Forbes, muito pela sua capacidade de negociação com a OMS (Organização Mundial de Saúde), quando conseguiu vender 1,5 milhão de ampolas de dexametasona, remédio usado no tratamento de covid-19.

Vida acadêmica e prêmios

Filya Zhebrovska é autora de 120 trabalhos científicos (incluindo uma monografia) e 100 patentes ucranianas, mesmo sem formação superior em farmácia. Ela foi premiada com distinções honoríficas.

A CEO formou-se no Kyiv National Economic Institute (hoje conhecido como Kyiv National Economic University), com especialização em Economia, e fez doutorado em 1998.