PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Guerra causa escassez de batata frita em novo McDonald's da Rússia

O menu do substituto do McDonald"s na Rússia lembra o antigo - Mos.ru/Creative Commons
O menu do substituto do McDonald's na Rússia lembra o antigo Imagem: Mos.ru/Creative Commons

Do UOL, em São Paulo

15/07/2022 09h33Atualizada em 15/07/2022 09h53

A Vkusno & Totchka, rede que assumiu os restaurantes McDonald's na Rússia, retirou as batatas fritas do cardápio após sanções ocidentais contra Moscou que dificultam a importação do produto e uma colheita fraca na Rússia em 2021. As informações são do jornal The Guardian.

A Rússia invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro e, desde então, sofre com as sanções impostas pelo Ocidente, além da saída de importantes empresas do país. É o caso do McDonald's, que suspendeu suas operações em março e vendeu todos os restaurantes para um licenciado local em maio.

Os primeiros restaurantes da Vkusno & Totchka abriram na Rússia em 12 de junho, vendendo quase 120 mil hambúrgueres no dia de abertura. Na semana passada, clientes começaram a postar fotos dos cardápios sem batatas fritas.

O grupo diz que as batatas voltarão integralmente aos menus dos restaurantes "no início da próxima safra, outono de 2022". Na Rússia, o outono começa em setembro.

Em comunicado, a Vkusno & Totchka diz que agora é "impossível importar de mercados que poderiam se tornar fornecedores temporários de batatas".

Em junho, o presidente-executivo da Vkusno & Tochka, Oleg Paroev, disse à Reuters que "uma porcentagem significativa" dos ingredientes é adquirida no exterior.

Apesar dos problemas, o Ministério da Agricultura da Rússia disse na semana passada que a colheita de batata será maior do que a de 2021. "A nova safra já está chegando, o que descarta a possibilidade de desabastecimento".