PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Corpo de João Paulo Diniz é velado e sepultado em São Paulo

Velório de João Paulo Diniz, filho do empresário Abílio Diniz, em SP

Beatriz Gomes e Pedro Vilas Boas

Do UOL, em São Paulo e colaboração para o UOL, em Salvador

01/08/2022 11h16Atualizada em 01/08/2022 20h32

O corpo de João Paulo Diniz, filho de Abílio Diniz, um dos empresários mais importantes do País, foi velado e sepultado hoje em São Paulo. A assessoria de comunicação de Diniz informou que o velório teve início por volta de 13h, na região da Avenida Paulista, no centro da capital, e o enterro estava previsto para as 17h. Às 18h17 (horário de Brasília), todas as cerimônias já haviam terminado.

Lucilia Diniz, irmã de Abílio e tia de João Paulo, compareceu ao velório do sobrinho com Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Conselho de Administração do Bradesco. O apresentador Luciano Huck, a cantora Wanessa Camargo, Julio Casares, presidente do São Paulo Futebol Clube, amigos e familiares também prestaram as últimas homenagens a João Paulo.

João Paulo morreu ontem, aos 58 anos, em Paraty (RJ). De acordo com fontes próximas do empresário, o executivo saiu para correr, voltou e foi encontrado pela família no banheiro já sem vida. A causa da morte ainda não foi confirmada. Familiares suspeitam que o empresário tenha tido um enfarte ou aneurisma.

O empresário, que chegou a atuar no Grupo Pão de Açúcar nos anos 1990, também foi sócio de restaurantes em São Paulo, entre eles o Forneria San Paolo. João Paulo Diniz também era conhecido por projetos de incentivo ao esporte.

Em 2001, João Paulo passou por um acidente aéreo. Em uma viagem no litoral de São Paulo, o helicóptero no qual estava o empresário caiu. Na ocasião, morreram o piloto da aeronave e a então namorada de João Paulo, a modelo Fernanda Vogel. Ele e o copiloto do helicóptero sobreviveram, após nadarem até a praia.

Políticos lamentam morte

Desde a notícia da morte do empresário, políticos têm se manifestado nas redes sociais. A senadora Simone Tebet (MDB-MS), candidata à Presidência, escreveu que o filho de Abílio Diniz tinha um "talento notável". "Meus sinceros sentimentos ao querido amigo Abílio Diniz pela perda precoce de seu filho João Paulo. Um jovem empresário de carreira promissora e talento notável. Que Deus conforte a família e amigos neste momento de tanta dor."

Também presidenciável, Luiz Felipe D'Ávila (Novo) suspendeu os compromissos de hoje por causa da morte do empresário. "Reforçamos o pedido da família para que o luto seja respeitado neste momento difícil".

O ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) escreveu que admirava o talento e empreendedorismo de João Paulo Diniz. "Meus sentimentos a familiares, amigos e, em especial, ao Abílio Diniz, pela partida precoce de seu filho João Paulo. Que Deus conforte o coração de todos que, assim como eu, admirava seu talento, doçura e capacidade empreendedora".

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) também lamentou a morte do empresário. "Meus sentimentos ao empresário Abílio Diniz pela perda de seu filho, o também empresário e esportista João Paulo Diniz. Desejo a ele, aos familiares e amigos meus votos para que encontrem força e paz neste momento de grande tristeza."

João Paulo Diniz era incentivador do esporte

Praticante de triatlo desde os anos 1980 e competidor de maratonas, João Paulo Diniz foi um incentivador do esporte brasileiro. Dentre os grandes patrimônios do país, era quem mais contribuía, com recursos e atuação pessoal, para um melhor ambiente para o esporte de alto rendimento do Brasil.

Atleta fascinado pelas provas de resistência, João Paulo participou de grandes maratonas como as de Nova York, Paris e Londres, e foi um dos idealizadores da Maratona de Revezamento Pão de Açúcar, marco na história das corridas de participação em São Paulo e no Brasil. A prova foi a razão para diversas empresas incentivarem seus funcionários a praticar esporte.

O empresário sempre esteve por trás do principal empreendimento privado de apoio ao esporte de alto rendimento no Brasil, o Núcleo de Alto Rendimento (NAR), centro de excelência em estudo, avaliação, prescrição de treinamento esportivo e capacitação de técnicos e preparadores físicos.

O NAR fica em São Paulo, em um centro esportivo da Prefeitura paulistana, mas, desde março de 2014, é mantido pelo Instituto Península, braço de investimento social da família Diniz. A grosso modo, João Paulo Diniz era quem garantia o financiamento, com recursos próprios e de parceiros, do local onde treinam, por exemplo, a seleção brasileira de rúgbi, alguns dos principais nomes do atletismo olímpico e paralímpico, além de outras modalidades.

João Paulo também integrava o conselho gestor do Pacto pelo Esporte, um acordo privado e voluntário entre empresas patrocinadoras do esporte brasileiro, que objetivam contribuir para uma gestão profissional, íntegra, com transparência e governança. Na semana passada, ele esteve entre os responsáveis por lançar o braço latino-americano da SIGA, uma plataforma global de governança que se aliou ao Pacto.