IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Prêmio do BBB vai a R$ 1,8 milhão e supera inflação após 13 anos congelado

Prêmio do BBB estava em R$ 1,5 milhão há 13 anos, desde a 10ª edição; valor ainda vai aumentar - Reprodução/TV Globo
Prêmio do BBB estava em R$ 1,5 milhão há 13 anos, desde a 10ª edição; valor ainda vai aumentar Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

19/02/2023 04h00Atualizada em 22/02/2023 12h15

O prêmio do Big Brother Brasil aumentou, chegou a R$ 1.820.000 e enfim superou a inflação acumulada desde a primeira edição, em 2002, quando o programa pagava R$ 500 mil ao vencedor. A premiação deste ano ainda vai crescer e, pelas regras atuais, pode até ultrapassar os R$ 3 milhões — a maior da história do BBB.

O valor estava em R$ 1,5 milhão há 13 anos, desde o BBB 10. Antes disso, foi de R$ 1 milhão entre 2005 e 2009 (BBB 5 ao 9) e de R$ 500 mil entre 2002 a 2004 (BBB 1 a 4).

Corrigido pelo IPCA (inflação "oficial" do país), o prêmio da primeira edição equivale a pouco mais de R$ 1,76 milhão em janeiro de 2023. Chegando a R$ 1,82 milhão, como aconteceu nesta semana, a premiação enfim superou a inflação, após 13 anos no mesmo patamar.

Mais de R$ 3 milhões?

O prêmio do BBB 23 ainda vai aumentar até o fim do programa. Toda semana, a fintech de meios de pagamentos Stone, uma das principais patrocinadoras, dá um bônus ao valor final da premiação, além de R$ 20 mil a R$ 30 mil por cada palpite certo dos brothers sobre quem será eliminado naquela semana.

Como nas edições anteriores, o prêmio partiu de R$ 1,5 milhão. Depois subiu:

  • para R$ 1.610.000 (bônus de R$ 50 mil + 3 palpites certos) no primeiro paredão;
  • para R$ 1.700.000 (bônus de R$ 30 mil + 2 palpites certos) no segundo;
  • para R$ 1.750.000 (bônus de R$ 30 mil + 1 palpite certo) no terceiro;
  • para R$ 1.820.000 (bônus de R$ 30 mil + 2 palpites certos) no quarto.

Ainda há 17 participantes no jogo e apenas três estarão na final. Supondo que haja mais 14 paredões e que, na melhor das hipóteses, o prêmio aumente até R$ 90 mil por semana, isso significa que o valor final ainda pode chegar a R$ 3,1 milhões.

Por ora, porém, não é possível cravar o valor final do prêmio. Nem a Stone, nem a TV Globo revelaram se haverá dinâmicas diferentes no decorrer do BBB 23 que vão aumentar ainda mais ou até diminuir a premiação. Vale lembrar que, em edições anteriores, houve semanas em que mais de um participante saiu, por exemplo, além de paredões falsos.

"Edição histórica", diz Stone

Em janeiro, em nota à imprensa, a Stone afirmou que o objetivo do patrocínio no BBB era aumentar a exposição da marca e de seus produtos e serviços para empreendedores, além de ampliar sua base de clientes. "Estamos preparados para tornar a edição do BBB 23 histórica", disse a empresa.

É a primeira vez que um patrocinador influencia diretamente no prêmio do BBB. A Stone ainda estará presente em festas e provas do líder e do anjo.

Entendemos que era a oportunidade de expor o que fazemos para um público mais amplo, sem descuidar de nossos clientes. O BBB foi escolhido por ser um programa adorado pelo brasileiro e a melhor oportunidade para essa exposição e para nos ajudar a chegar aos balcões em que ainda não estamos.
Caio Fiuza, sócio e COO da Stone